segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Bater de Asas

Senhoras e senhores, desta vez a Fênix não foi abatida, porém sentiu-se usada, diga-se de passagem. Contudo, com um bater de asas, esta ave que vos fala, vai voar sobre montanhas mais seguras a fim de encontrar o verdadeiro amor... Dói, é verdade... Mas me sinto aliviado. Paz no coração, mesmo após o fim. Esperava escrever algo mais feliz, pois estamos entrando numa época que adoro, porém não me imagino falando de Natal hoje. Não estou reduzido a cinzas, quem dirá em lágrimas, como se pode pensar. As “borboletas no estômago” que me traduziam ansiedade, agora se foram... Um novo horizonte se abre nesse quase início de ano. Que seja eterno enquanto dure esse novo amor... que dure para sempre!
.
Lucas Rodrigues

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Anjos e Demônios

Como, em diversas vezes, venho recomendar algo a vocês. Neste caso é uma leitura: Anjos e Demônios (Angels and Demons) do Dan Brown. Adorei o livro! Já devia ter lido a um bom tempo, a considerar a data da compra, seis meses atrás. Muitos criticam as obras de Brown, mas sinceramente me atraem bastante; não somente por serem Best Sellers, mas por me manter literalmente "ligado" ao livro. Uma história envolvente, eletrizante aonde o conhecido professor de arte, Robert Langdon viaja ao Vaticano numa caçada insana para salavar a Igreja Católica do grupo "satanista": Illuminati. Essa é a recomendação de leitura do seu bibliotecário aqui. Leiam e sejam felizes!

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Esquerda em Queda

Pois é amigos, vivi para presenciar esse momento histórico em que a Esquerda "beijou a lona", nas eleições da UFRGS. Na eleição para o DCE (Diretório Central de Estudantes), feita esse mês, ficou provada uma tendência já prevista há algum tempo. A Chapa 3, vista como direita, composta por sua maioria da Administração, Engenharia e etc, ganhou a eleição por uma margem apertada; o que, para a minha alegria, fez a vontade de muitos tornar-se realidade: um DCE sem atuação ferrenha de partidos políticos de esquerda! Agora, acredito que teremos um DCE voltado para os alunos e interesses da universidade, primeiramente; não esquecendo da nossa participação na sociedade, é claro. Contudo, a única coisa que fica cada vez mais forte é bendita democracia... Adoraria ver a cara de algumas pessoas com esse resultado da eleição... Ha, ha, ha, ha! Simplesmente adoraria!

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

O que será de nós em 2012?

"O fim dos tempos está próximo!" Quem nunca ouviu esta frase? É isto o que um dos melhores filmes do ano propõe: o fim do tempos... Assisti ontem ao filme "2012" e achei fantástico! Tanto que não me contive e preciso recomendar. Muita ação (o filme te prende do início ao fim), altos efeitos especiais e todo um embasamento em previsões Maias e em grande parte do Apocalipse. Recomendo a todos que assistam, pois vale cada centavo. Ah! A cena (curta) do Rio de Janeiro sendo destrído é de arrepiar, assim somando-se a destruição da Cidade do Vaticano, Washington, Nova Délhi e entre outras... Confira o Trailer Oficial em: <http://www.youtube.com/watch?v=v4hP3xyaM-E> e tire suas conclusões. Vejamos se escreverei algo no dia 21/12/12...

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

A Queda da Árvore

Neste final de semana algumas coisas ficaram claras para mim... Tudo na vida tem um início, meio e fim. Parece bastante óbvio, mas muitas vezes é difícil tomarmos conhecimento disso. Após a tempestade de vento e chuva forte, um dos três enormes eucaliptos plantatos por meu avô, despencou. Essas árvores, localizavam-se no ponto mais alto da minnha rua, um gigante legado deixado à minha família. Aquela árvore, um dia foi jovem, cresceu, ficou forte, porém teve um fim prematuro e de forma trágica. Onde quero chegar com isso...? Quero dizer que isso também acontece com as pessoas, não só pelo fato de falecerem, mas também por encerrarmos nossas relações em determinados momentos. Não foi somente a árvore que ruiu, mas sim grande parte da minha confiança numa pessoa. Exatemente como o Eucalipto, ruiu de forma precoce e triste em meio a tempestade. Contudo, nada me impede de plantar outra muda se for necessário... E esperar para que essa vingue por toda a eternidade.
.
Lucas Rodrigues

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Estágio Probatório do Coração

Fim do estágio probatório... E como fico feliz em dizer que tenho alguém para dizer "eu te amo" novamente. Novos toques, novas posturas, novos carinhos, uma nova voz... Uma nova pessoa amada. Muitas vezes nos perguntamos se encontramos a pessoa certa, 0 tempo muitas vezes nos prova que não e nos ensina lições... Como diria Dona Edith da Terça Insana: "Isso é ensinamento do mundo" (Risos); mas o que importa é o amadurecimento e a atitude que tomamos a partir de relacionamentos mal sucedidos. Portanto, que seja eterno enquanto dure esse amor, e que eu possa colher os bons frutos que essa relação pode me trazer, sejam esses frutos sentimentais, sexuais ou fraternais. Para fechar, Zana manda saudações kosovares a Magaiver! (Para quem conhece a piada!).

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Bang, Bang, Biblioteconomia!

Pensei que já tinha visto de tudo na FABICO... Me enganei! Hoje pela manhã, por volta das 8 horas da manhã, estava esperando o início das aulas. Após conversar com uma colega ouvimos os disparos de arma de fogo no hall de entrada da faculdade. Cerca de 3 ou 4 disparos, muita correria e pessoas chocadas. Dois homens numa moto chegaram na portaria e um deles atacou o segurança. Ele nada sofreu, pois esquivou. Os bandidos fugiram (para variar). Depois disso o tumulto de policiais federais, ambulância, Imprensa foi intenso. Brinquei que HOGWUFRGS estava sendo atacada por dementadores, quando o diretor Ricardo (que é cara do Dumbledore) desceu junto com os demais professores para verificar o ocorrido, e fecharam as portas da frente da faculdade. Entre mortos e feridos, salvaram-se todos. Mas, sinceramente, jamais imaginei que presenciaria isso, especialmente dentro da UFRGS. Acredito que esses bandidos ainda possam voltar, uma vez que me pareceu uma tentativa frustrada de execução. Vamos torcer para que isso não se repita.

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Biblioteconomia Alternativa

Relutei muito antes de abordar esse assunto, mas acho que está na hora. Felizmente, um colega se pronunciou, e muito bem diga-se de passagem, sobre a dita "Biblioteconomia Alternativa", a qual se muito se fala na UFRGS. Segue o texto de Fernando P.: "Sem truques baixos: as velhas de coque e dedo em riste estão ou para se aposentar ou com um pé na cova, chega de reclamar. O que elas fazem e o que aprendemos a fazer se chama Biblioteconomia. Mas é a mesma Biblioteconomia? É claro que é. Não há dúvidas de que se trata da mesma coisa. A diferença, então, entre a Biblioteconomia que aprendemos e a que queremos praticar — a que sonhamos que vamos praticar — é a atitude. A Biblioteconomia, agora, deve ser encarada como uma atitude, e não como uma profissão. Eu quero ser bibliotecário por um único motivo simples: informação, eu quero informação! (E de quebra eu quero oferecer informação a quem precisa dela). Eu quero encontrar tudo o que eu empilhei no meu quarto; eu quero descobrir o que é relevante dentro do Twitter; eu quero ser capaz de aproximar áreas completamente diferentes para obter algo novo, para poder perceber algo novo. Eu quero ter o conhecimento do mundo inteiro na minha frente caso, um dia, eu venha a saber como utilizá-lo. E eu quero fazer tudo isso sem que o usuário me peça que eu faça. Porém não tente pensar que esta é uma atitude revolucionária ou selvagem: isto é Biblioteconomia e você sabe disso tanto quanto eu. A ruptura, contudo, consiste em termos esta percepção e não nos tornarmos os bibliotecários de quem reclamamos. Talvez seja esta a parte revolucionária ou selvagem: você, tanto quanto eu, temos responsabilidade sobre o que viremos a ser. A Biblioteconomia é uma atitude porque ela me obriga a mudar. Ela me obriga a sentir necessidade de mudança. Ela me obriga a prestar atenção em tudo ao meu redor e pensar "Como eu posso utilizar isso pra fazer as coisas que preciso?". O bibliotecário tem atitude quando não deixa de ser bibliotecário ao término do seu horário de trabalho. O bibliotecário tem atitude quando reconhece que ele próprio tem necessidade por informação, e que esta necessidade é inerente ao seu fazer e à sua natureza. O bibliotecário tem atitude quando tem responsabilidade e método para lidar com a informação e não teme descartá-lo para criar uma metodologia nova para necessidades novas. Os inimigos do bibliotecário não são mais a desordem, as traças ou a falta de recursos – se é que já o foram. Os inimigos do bibliotecário são, na verdade, a arbitrariedade e a inércia – sejam suas, do seu local de trabalho ou da sua própria metodologia. O bibliotecário é bibliotecário quando percebe que, para ser um agente de modificação social, ele deve precisar de informação mais do que qualquer pessoa e deve ter proatividade para se tornar a mudança de que ele tanto precisa" (2009). Concordo em gênero, número e grau. Parabéns Fernando, faço minhas as suas palavras.

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Melhor Amigo do Homem

Hoje era para ser aniversário do meu cachorro, Frederico Rodrigues Britto, o Kiko. Infelizmente, no dia 30 de janeiro desse ano, ele faleceu, atropelado, na frente da minha casa. Ele resistiu e demonstrou uma força que eu jamais teria. Emociono-me somente em lembrar... Mesmo com suas patas traseiras quebradas ele tentou levantar... Não choramingou, não gemeu. Ele resistiu uma hora (que me parecereu um dia), mas tive o desprazer em vê-lo falecer na minha frente, na mesa de operação da veterinária. Contudo, nesse dia em que ele faria onze anos, acordei com uma surpresa no meio da madrugada. Minha cadela, da mesma raça que o Kiko, deu a luz a seis lindos filhotes, do lado da minha cama. Óbvio que um deles será meu. Hoje não é somente um dia para relembrar um dos meus mais fiéis amigos, mas para celebrar o nascimento do meu mais novo “filho canino”... Excel Rodrigues de Oliveira da Silva, bem vindo ao mundo!

Lucas Rodrigues

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Dia de Finados

Ou contrário do que se espera do Dia de Finados, não houve tempo nublado e dia frio com vento, mas sim um calorão dos infernos. Contudo, após cozinhar dentro de casa e ficar "jiboiando", posso dizer que tive uma surpresa... Um dos meus mais queridos "inimigos" se desenterrou e veio me assombrar, fazendo jus a data... Como um zumbi saindo das catacumbas. Ele ainda não percebeu que a guerra foi vencida e que está morto e enterrado, pobre coitado. Se tiverem curiosidade, mandem um e-mail para mim que eu conto quem era ou olhem a foto, é uma boa pista... (Risos) Temos que rir disso tudo...

Lucas Rodrigues