quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Feliz 2011!

Pois é meus ávidos leitores... O Ano de 2010 dá adeus e mais uma vez estamos no limiar de um novo ano cheio de esperanças e pensamentos positivos para um mundo melhor, mais justo e repleto de amor. Meu ano foi todo descrito aqui nesse blog, ou melhor dizendo neste "cafézinho" que tomo com vocês durantes alguns dos meus dias. Muitas coisas mudaram desde o fim de 2009. O namoro não é mais o mesmo, o semestre na faculdade também não... Contudo, acredito que sou uma nova pessoa. Mais experiente, mais vivido... No fundo, acho que é assim que todos nós nos sentimos no fim de cada ciclo, seja ele no Ano Novo, no aniversário e etc. Vimos muitas coisas em 2010 que chamaram nossa atenção, desde o resgate dos mineiros no Chile até a polícia colocando os marginais do Complexo do Alemão para correr; vimos uma mexicana Miss Universo e sabemos que ano que vem o evento será no Brasil (mal posso esperar). No âmbito pessoal, entro em TCC esse semestre e me encaminho para a formatura. Meu namoro vai bem, obrigado e espero que continue assim. Dentre tudo isso que disse, espero que todos tenham um ano ótimo e que possam continuar lendo as postagens (sejam elas acadêmicas ou não) aqui no Café com Bibliotecário. Que 2011 seja excelente para todos nós, afinal de contas... O mundo termina em 2012, temos que aproveitar bastante! (Risos).

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Natal Atípico

Mais um Natal passou, e desta vez foi uma comemoração em ritmo atípico. Tudo começou com a minha mãe quebrando os dois pés a cinco horas do Natal... (¬¬). Ainda bem que o Platão e o Rafael estavam por lá. Resultado: Dez horas da noite e o Platão e eu estavamos saindo com a "Xiomara Blandino" dos pés quebrados do Pronto Socorro. Contudo, deu tempo de se preparar, comer, beber bastante e apreciar o enorme temporal que se seguiu... (¬¬). Faltou luz e no final eu praticamente fui devorado pelos mosquitos (como eu detesto o verão!). Graças a Deus, tirando essa bagunça toda, todo seguiu em paz... Entre mortos e ferido, salvou-se o Natal. Que venha o Ano Novo!

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Miss Universe 2011 no Brasil

Senhoras e senhores, é oficial! Miss Universe 2011 será no Brasil! Mais especificamente em São Paulo. Não consigo me conter de alegria. O Platão e eu esperamos por esse momento há algum tempo. Eu suspeitava que isso aconteceria em função da Copa, embora o Platão me desacreditasse em relação a isso. Mas aconteceu! Hoje, em São Paulo, Donald Trump e a Miss Universo 2010, Ximena Navarrete (foto) assinaram os papéis. Para os leigos, isso significa que temos (praticamente) uma brasileira no TOP 15 ano que vem! A questão agora é preparar o coração e o bolso para o evento no dia 12 de setembro. Confira o link: http://globalbeauties.com/blog/2010/12/miss-universe-2011-to-be-held-in-brazil/ ... Esse é um ótimo presente de Natal! Rumo a um ótimo 2011, com muitas maravilhas a nossa espera em concursos de beleza!

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Comunidades Virtuais: aldeias de cooperação

Muito se fala na real importância das redes sociais, entre elas o Orkut, Twitter, Facebook e entre outras. Isso tudo é fruto da WEB 2.0 que tem como base a construção colaborativa. Como já comentei em postagens anteriores nesse blog, estas comunidades são o presente e como futuros bibliotecários temos que nos dar conta não somente das vantagens, mas também dos problemas que isso pode nos trazer. A parte interessante é que não falta informação... Entretanto, sobra desinformação, pois não sabemos se o que as pessoas escrevem , postam e etc, é fidedigno. Como a postagem de hoje é direcionada para às Redes Sociais, devemos primeiramente definir algumas coisas. A primeira delas é Rede Social, afinal o que é isso? Rede Social é:

Uma rede social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que partilham valores e objetivos comuns. Uma das características fundamentais na definição das redes é a sua abertura e porosidade, possibilitando relacionamentos horizontais e não hierárquicos entre os participantes. (WIKIPÉDIA, 2010a)

Baseado nisso que surgem as Comunidades Virtuais, que nada mais são que “uma comunidade que estabelece relações num espaço virtual através de meios de comunicação a distância. Se caracteriza pela aglutinação de um grupo de indivíduos com interesses comuns que trocam experiências e informações no ambiente virtual” (WIKIPÉDIA, 2010b). De fato são essas comunidades que “dominam” o meio eletrônico, e são elas, através de um sistema de cooperação entre pessoas, que as lacunas de conhecimento são supridas. Eu mesmo já recorri essas comunidades, em especial, as do Orkut. Esta é uma “rede social filiada ao Google [...] com o objetivo de ajudar seus membros a conhecer pessoas e manter relacionamentos. Seu nome é originado no projetista chefe, Orkut Büyükkökten, engenheiro turco do Google” (WIKIPÉDIA, 2010c). Enfim, o caso era que eu precisava de orientações de como e onde fazer o download de um vídeo, mas que era difícil encontrar por sua raridade. Fui à busca nas comunidades relacionadas e através dos fóruns de discussão encontrei a resposta. Claro que isso me deixou contente. Acredito que essa seja a resposta para o sucesso: o grande uso e fluxo de informações que lá são encontradas. Hoje em dia as redes sociais investem não somente nessas comunidades, mas também em jogos interativos e diversos aplicativos que mantém a atenção do usuário. Não podemos ignorar que essas comunidades estão aí e vieram para ficar, temos que nos aproveitar disso e extrair o melhor que essas ferramentas podem nos proporcionar.

Lucas Rodrigues

WIKIPÉDIA. Redes Sociais. 2010a. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Rede_social#Comunidades_Virtuais. Acesso em: 23 nov. 2010.

WIKIPÉDIA. Comunidades Virtuais. 2010b. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Comunidade_virtual. Acesso em: 23 nov. 2010.

WIKIPÉDIA. Orkut. 2010c. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Orkut. Acesso em: 23 nov. 2010.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Miss RS 2011

Não poderia passar sem falar do maior concurso de beleza do meu estado: o Miss Rio Grande do Sul 2011. Este evento aconteceu sábado passado e reuniu moças dos quatro cantos da terra gaúcha, no Barra Shopping Sul em Porto Alegre. Claro, como sempre algumas mulheres horrendas e mal preparadas marcaram presença. Assisti, como manda a tradição, com o Platão e o Rafael na casa do "Cleitinho" e do Diego. Tirando os pequenos "stresses" pós concurso, me diverti muito! Não ganhou quem o Platão e eu queríamos, mas também não venceu quem a gente não queria (deu para entender? :P). Realmente esse é um ano atípico em concursos de beleza, pois torci (e muito) contra a Miss Porto Alegre. Normalmente torço muito pela minha cidade, mas dessa vez não deu - achei ela feia e não sabia falar direito, contudo chegou em terceiro lugar (¬¬). Torcemos por Sapiranga, mas quem venceu foi a Miss Farroupilha, Priscila Machado (foto). Esperamos que ela faça bonito no Miss Brasil ano que vem e que seja o que Deus quiser, pois, afinal de contas foi um ano ruim para o RS e para o Brasil em questão de concursos.

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Vem vindo o Natal

Mais uma vez entramos em dezembro, a época do ano que mais gosto. As pessoas ficam mais dóceis, uma vez que o Espírito do Natal se aproxima. Contudo, há quem diga que essa festividade é puramente voltada e criada pelo comércio... Talvez seja... Mas prá mim ela significa muito mais que ganhar presentes. Natal é estar junto das pessoas que se ama e, acima de tudo, fazê-las felizes. É ótimo passar pelas ruas e sentir o aroma das árvores nesse final de primavera, sabendo que mais um ano se encaminha para o fim, assim como anúncio das tão merecidas férias. O ano, apesar dos pesares foi ótimo. Estou feliz em todos os campos: social, acadêmico, amoroso e financeiro. Espero que todos desfrutem do mesmo neste mês e no próximo ano. E para aqueles que preferem o Carnaval, não se preocupem... Ele está logo adiante no calendário (XD).

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Guerra no Rio de Janeiro

Não poderia ficar sem comentar essa confusão que está acontecendo no Rio de Janeiro, desde domingo passado. Para quem não sabe, ou não esteve informado, os traficantes das maiores favelas do Rio de Janeiro (Cruzeiro e Complexo do Alemão) iniciaram uma porção de atos criminosos, para não dizer terroristas contra a população. Incêndio de carros, ônibus, tiroteios, colégios foram fechados, assim como lojas e agências bancárias, somados às mortes de inocentes... Tudo isso em retaliação às tentativas de pacificação das vilas. Achei importante a semi-intervenção do Governo Federal, apoiando o Governo do Estado nesta batalha com a ajuda da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. Sabemos que o RJ se tornou um campo de guerra, assim como está chamando a Imprensa internacional. Contudo, acho louvável a atitude da invasão por parte da polícia e do Exército. Mais louvável ainda é o apoio dos cidadãos. Infelizmente, há inocentes mortos, mas a situação não poderia permanecer como estava. O Poder Público deve retomar essas áreas para que assim possa efetivamente agir para a melhora das pessoas que lá vivem. Independentemente do clima de caos que se instalou, sei que esse estágio é importante para a restauração da ordem. Acima tudo, acredito na política e nas autoridades; e que eles possam acabar com parte dessa bandidagem empoleirada nos morros cariocas.

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Harry Potter e as Relíquias da Morte I

Acho que chega de postagens acadêmicas... (Risos) Hoje venho falar, e recomendar, o último filme do Harry Potter. O sétimo filme da série, que mostra a primeira parte do último livro, introduz o começo do fim da saga. Harry Potter e as Relíquias da Morte, parte 1 é excelente! A história é envolvente e há até drama em certas partes. A cena do Dobby (o elfo doméstico) é ótima! Contamos também com duelos de varinhas e invasão do Ministério da Magia, que são dignas de filmes de ação. Quem é fã, não pode perder. De fato este é melhor que o anterior e nos deixa com um ar de “quero mais” após as duas horas e meia de filme. Fui assistir com o Platão, o Rafael e com o Charles... Companhia melhor, impossível! É isso, venho recomendar... Ofilme que, com certeza, é um dos marcos da nossa época. Segue o link do trailer: http://www.youtube.com/watch?v=3FnRkJDtFcA. Assistam, depois me contem o que acharam...

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Museus Virtuais: uma ferramenta de divulgação

Hoje falaremos sobre museus virtuais e a sua importância. Mas antes de tudo é necessário entender o que é um museu eletrônico (ou virtual), que nas palavras de Andrews e Schweibenz (1998) está muito bem colocado:

uma coleção logicamente relacionada de objetos digitais compostos de variados suportes que, em função de sua capacidade de proporcionar conectividade e vários pontos de acesso, possibilita-lhe transcender métodos tradicionais de comunicar e interagir com visitantes [...] não há lugar ou espaço físico, seus objetos e as informações relacionadas podem ser disseminados em todo o mundo.

A meu ver essa ferramenta de divulgação, vem ao encontro da comodidade e gratuidade do advento da WEB; sem contar que é um grande avanço cultural e da globalização, uma vez que acaba com as fronteiras para a difusão de conhecimento. De fato, é muito mais interessante visitarmos o museu em sua forma física. Entretanto, se não é possível, por que não visitá-lo virtualmente? A questão que vem a tona é a “a riqueza de possibilidades oferecida por este novo meio de comunicação [que] trata-se de democratizar de forma radical o acesso às exposições, permitir um contato interativo com os objetos expostos e criar redes de discussão, que poderão dar continuidade à experiência de visitação ao museu.” (LEITE, 2002, p. 85). É um grande avanço, partindo pré-suposto que muitos possuem tours virtuais excelentes. Dentre alguns sites de museus que visitei o que achei mais interessante, completo e dinâmico foi o do Museu de Artes El Pais (MUVA), no Uruguai: http://muva.elpais.com.uy/flash/muva.htm?&lang=sp. Contudo, nem todos tem bons tours virtuais. O MARGS (Museu de Arte do Rio Grande do Sul), por exemplo, deixou a desejar e alguns que visitei não possuíam essa opção virtual ou não a explicitavam no site. Reforço que acho de vital importância para a sociedade esse tipo de iniciativa, que torna mais convidativo o ambiente do museu e proporciona um universo de conhecimento, mesmo estando a quilômetros de distância do espaço físico da unidade de informação.

Lucas Rodrigues

ANDREWS, J., SCHWEIBENZ, W.. The Kress study collection virtual museum project, a new medium for old masters. Art Documentation, v. 17, n. 1, Spring Issue 1998, p. 19-27.

LEITE, Miriam. Museu virtual: O diálogo possível na distância. In: ENCONTRO SOBRE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO E DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA EM MUSEUS (EPECODIM), 1., 2001, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Museu da Vida/FINEP/Museu de Astronomia, 2002. p. 81-86.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Jornais Eletrônicos e sua importância

Assim como a área da informação tem sofrido uma considerável expansão, a área afim, a comunicação também tem expandido. Isso não somente no que diz respeito à tecnologia e suas inovações, mas também nas mudanças de paradigma subsequentes. Uma delas é a implantação e consagração do Jornalismo on-line que revolucionou a maneira de divulgação de notícias. Contudo, assim como na área livreira, onde se pensava que com o surgimento dos livros eletrônicos, os livros impressos seriam extintos; na área jornalística foi a mesma coisa. Quando ocorreu a difusão em larga escala de jornalismo eletrônico, em meados de 1995, pensava que o jornal impresso sumiria. Acredito que nunca iremos abolir os impressos, pois são muito mais duráveis e cômodos com relação à leitura; entretanto, só acredito na extinção dos mesmos somente num caso extremo de preservação ambiental. Por falar nesta questão ecológica, é bom lembrar que esse é um dos principais motivos do Jornalismo on-line, pois esse é ecologicamente correto, somando-se assim a velocidade e a atualidade da informação disponibilizada. Outra grande vantagem que esse tipo de meio nos trouxe, são as oportunidades e habilidades do links, ou seja, “é a própria tecnologia hipertextual que permite os elos entre os pontos diversos” (LEÃO, 1999). Com a evolução da Internet para WEB 2.0, que consiste em ter uma rede de construção colaborativa, somada a inclusão digital, tivemos um resultado interessante no que diz respeito a acesso e incremento da informação. Devemos levar em conta que:

No mundo digital o espaço da informação não se limita às dimensões do texto tradicional. Embora tais textos possam ser lidos aleatoriamente, os olhos do leitor possam passear ao acaso, as notas de rodapé e as referências cruzadas permitam e facilitem um estilo de leitura não linear, o texto tradicional se encontra confinado às três dimensões físicas da página que o delimitam. (BONILLA, 2002)

É com esse leque infinito de possibilidades que a WEB trabalha, fazendo com que o usuário (leitor) estabeleça seus interesses e leituras. Por isso o Jornalismo On-line é forte e muitos deles já nasceram somente em meio eletrônico, fugindo do tradicionalismo impresso. Nós bibliotecários devemos estar atentos a isso. Devemos saber as potencialidades de cada um dos suportes e saber que ambos tem prós e contras a serem avaliados no momento de adquirir uma assinatura. Depende de nós perceberemos o que é melhor para nosso usuário e trabalhar para melhor atender a sua demanda de informação.

Lucas Rodrigues

BONILLA, Maria Helena S.. Escola Aprendente: desafios e possibilidades postos no contexto da sociedade do conhecimento. 2002. Tese (Doutorado) – Universidade Federal da Bahia, Faculdade de Educação, Salvador, 2002.

LEÃO, Lucia. O Labirinto da Hipermídia: arquitetura e navegação no ciberespaço. São Paulo, Iluminuras, 1999.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Filtro Bibliotecário

É incontestável, assim como vimos nas postagens anteriores, que a velocidade, a praticidade e o acesso à Internet estão causando grandes mudanças no nosso campo de trabalho. Afinal de contas, os bibliotecários estão em constante relação com a informação e o serviço de referência. Entretanto, esses avanços tem causado mais transtornos ou facilidades? Eu acredito que as facilidades são mais numerosas, mas não ignoro as dificuldades encontradas, principalmente, para o serviço de referência. Muita informação disponível na Web não é confiável, não é correta e “não existem avaliações prévias do que é disponibilizado. O acúmulo de informações sem relevância aponta para a necessidade de filtros que permitam a recuperação de informações de qualidade e com maior revocação” (TOMAÉL, et al., 2000?). Justamente é aí que entra a nossa atuação! Os bibliotecários não só são ótimos “filtros”, como devem exercer essa função, uma vez que estudamos para isso. Acabamos por localizar, avaliar e sintetizar a informação, o que acarreta na economia de tempo, capital e recursos. A principal fase nesse momento de seleção de informação da Web (principalmente em blogs) é a avaliação da credibilidade e pertinência. Como podemos fazer isso? É simples. Devemos analisar os erros de desenvolvimento das páginas e como a fonte se apresenta; perceber se existe cabeçalho com identificação da entidade ou pessoa responsável; se existem erros de escrita; se propõe uma estrutura que estimule a “troca”, a interatividade; se os links postados funcionam; se a pessoa ou entidade responsável tem credenciais para fazê-lo com propriedade e etc. Por fim, não podemos ignorar essas informações on-line, mas seria irresponsabilidade nossa tomar todas elas como verdadeiras ou fundamentadas. Precisamos, acima de tudo, ter critérios fortes e não ser levianos ao recomendar um blog ou um site.

TOMAÉL, Maria Inês; et al. Avaliação de Fontes de Informação na Internet: créditos e qualidade. Londrina : UEL, 2000?.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Youtube e Educação

É fato, o vídeo é um grande facilitador do aprendizado, uma vez que ele é atrativo e, de acordo com Moran (1995), o vídeo em sala de aula, na cabeça, dos alunos, é como lazer e não aula propriamente dita. O que impressiona é a forma como isso atrai o aluno para os assuntos didáticos abordados pelo o professor. Existem inúmeras vantagens no uso desse recuso midiático, uma delas é o fato que se requer pouco envolvimento e esforço por parte do receptor segundo Moran (1995). Entretanto isso não fará com que o professor se exima do processo de educativo, muito pelo contrário, pois ele deverá intervir e mediar as reações e às dúvidas dos alunos. Devemos nos dar conta que o vídeo não irá resolver todas as questões de aula, mas que pode ser um forte aliado na questão educativa. Devemos saber que o uso desse recurso “facilita a aproximação entre a realidade escolar e os interesses dos alunos” (DALLACOSTA; SOUZA; TAROUCO; FRANCO, SD). Já que estamos abordando os vídeos, fica quase imprescindível falarmos em YouTube. Este que foi criado, segundo Fortes (2006), por ex-funcionários do Steve Chen e Chad Hurley, em fevereiro de 2005. Seu objetivo era despretensioso, pois o YouTube serviria para postar vídeos de viagens, mas como sabemos ele acabou tomando proporções mundiais. Além do lazer, o YouTube tem sido usado para armazenar vídeos de natureza educacional, como vinha comentando. O YouTube EDU (http://www.youtube.com/education) é a seção direcionada a essa área. As vantagens de postar vídeos no site é que os alunos podem acessar de onde estiverem, desde que tenham acesso a WEB. Ao contrário do que acontecia antes com os vídeos, pois era necessário estar em uma biblioteca ou videoteca para ter acesso a eles. Atualmente, o aluno também pode comentar e tirar dúvidas no YouTube, favorecendo assim a interatividade, a interação e o desenvolvimento. Logo, conclui-se que os vídeos são importantes recursos de apoio à aprendizagem.

Lucas Rodrigues

DALLACOSTA, Adriana; SOUZA, Daniela Debastiani de; TAROUCO, Liane Margarida Rockenbach; FRANCO, Sérgio Roberto Kieling. O Vídeo Digital e a Educação. UFRGS, SD.

FORTES, Débora. YouTube. Info, São Paulo, Ano 21, n.245 , p.33-35, ago. 2006.

MORAN, José Manuel. O vídeo na sala de aula. Comunicação & Educação, São Paulo, jan./abr. de 1995. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2010.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Bancos de Imagens e Considerações

Como já foi discutido na postagem anterior: as fotografias estão cada vez mais presentes e utilizadas no cenário de consumo e reprodução da informação. Lógico que essa expansão necessita de suporte, ou do contrário a mesma não seria possível, pois "a utilização destes avanços tecnológicos, representados pelo uso de computadores [...] em redes, com transmissão de dados em alta velocidade, sistemas gerenciadores de banco de dados, armazenamento digital, etc., possibilitaram o acesso instantâneo à informação e a documentação" (BARBIERI; INNARELLI; MARTINS, 2002). Estamos falando de Bancos de Imagens, estes que armazenam e disponibilizam os produtos com fins lucrativos ou não. É claro que, se vamos falar de bases, recairemos no assunto da postagem anterior, afinal de contas, essas imagens precisam ser recuperadas, e para isso é necessária uma boa indexação e descrição. Neste instante é que a participação do bibliotecário se acentua. Entretanto, temos que nos certificar e observar a questão da Lei no que diz respeito ao Direito Autoral sobre essas imagens. Afinal de contas, elas são obras e assim como livros, artigos, teses e etc., merecem autoria reconhecida. Porém, não é o que se vê ocorrer na Internet, onde as imagens circulam quase sem controle, ou pagamento por uso. Além de Biblioteconomia, eu curso Publicidade e Propaganda, e por isso sei que essa é umas áreas que muito utiliza esses recursos; para nós é interessante usar esses Bancos de Imagem em função da recuperação correta e por saber quem foi o fotografo, ou a qual empresa possui os diretos sobre a imagem. Não somente áreas como a comunicação, mas áreas médicas estão utilizando cada vez mais essa ferramenta a fim de mostrar com mais clareza os objetos do seu trabalho, facilitando assim a análise. É fato, essas bases facilitam a vida de quem trabalha com isso, e admito que seja usuário de algumas delas.

Lucas Rodrigues

BARBIERI, Cristina Correia Dias; INNARELLI, Humberto Celeste; MARTINS, Neire do Rossio. Gerenciamento Eletrônico de Documentos : criação de um banco de informações e imagens no Arquivo Permanente da UNICAMP. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS, BIBLIOTECAS, CENTROS DE DOCUMENTAÇÃO E MUSEUS, 1., 2002. Textos... São Paulo : Imprensa Oficial, 2002. p 53-66.

sábado, 6 de novembro de 2010

Bibliotecário ao Resgate

Tive que interromper a série de postagens acadêmicas que estou fazendo para contar a vocês algo que me aconteceu ontem. Todo mundo sabe que acidentes ou sinistros ocorrem seguidamente, mas no dia de ontem foi a minha vez de presenciar um deles. Estava retornando do trabalho, e havia embarcado no ônibus não fazia cinco minutos. Uma senhora de meia idade, uns 55 anos, acompanhada do filho e duas irmãs (acredito) teve um mal-estar. Estava sentada quando perdeu a consciência. O filho tentou acordá-la, mas foi em vão. Nesse instante, a personagem mais esquisita da história entrou em cena. Uma moça exageradamente magra, loira, vestida de suplex rosa (no bom estilo Brasil Sul, Rala Bela e por aí vai) começou a gritar para o cobrador e o motorista. Pedia que parassem o ônibus, pois que a mulher estava mal. Logo ela disse que era técnica em enfermagem e assumiu a situação. Várias pessoas se aproximaram da mulher e a técnica a plenos pulmões gritando e pedindo coisas às pessoas, deixando todos nervosos: “Alguém me de uma bolsa!” A técnica assim falou quando deitou a senhora no corredor. Estranhei. Ela colocou a bolsa embaixo da cabeça da mulher, como se fosse um travesseiro. A senhora desmaiada era muito gorda e deitada ocupava todo o corredor. Logo, a técnica ficou com as pernas apertas, praticamente à cavalo na mulher. Foi quando ela disse que iria ver os sinais vitais. Para minha surpresa, a técnica colocou a mão na barriga da mulher. Desde quando se vê sinais vitais dessa forma? Percebi que, ou aquela mulher era uma charlatã ou estava se formando em técnico em enfermagem no açougue da esquina. Os procedimentos estavam errados. Perguntei se podia ajudar e tomei a frente. Pedi para alguém chamar uma ambulância e para todos terem calma e se afastarem da mulher. Tirei a bendita bolsa/travesseiro e segui os procedimentos de primeiros socorros (agradeço ao treinamento no Corpo de Bombeiros que tivemos em 2009). Verifiquei os sinais, estavam fracos. Chamei pelo nome da senhora, Lueci... Ela não respondeu. Aguardamos, aguardamos... Dez minutos e nada da ambulância. Adivinhem o que aconteceu? Os sinais cessaram e a mulher teve uma parada, cardíaca acredito. Aí pensei: “Meu Deus e agora?” Ou eu fazia algo que nunca tinha feito (morrendo de medo) ou deixava Dona Lueci simplesmente perecer na frente da família dela. Pedi a ajuda do filho, abri a camisa da senhora, coloquei as mãos sobre o peito, levemente à esquerda. Três empurrões e o filho soprou com força o ar, tapando o nariz da mãe. Seis empurrões e nada. Nove, doze, quinze e nada... Fiquei extremamente tenso, é uma situação horrível! Foi quando a massagem fez efeito e o batimento voltou, fraco ainda. Sentimo-nos aliviados. Cerca de dez minutos depois chegaram os médicos. Injetaram coisas, fizeram ela cheirar outras coisas, ela despertou. Puseram ela na maca e a levaram junto com o filho. Fui me sentar, me acalmando ainda. O ônibus voltou a andar e em minutos estava na hora de descer. Nesse instante uma familiar pegou a minha mão e agradeceu. Só sorri e disse que a Dona Lueci ficaria boa novamente e que eu só queria ajudar. Foi quando aquela, que devia ser irmã, puxou palmas e as pessoas que ainda estavam me aplaudiriam quando desci. Acho que nunca fiquei tão encabulado como naquela hora. Mas digo que me sinto feliz em poder ter salvado a vida de alguém nesse dia.

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Bibliotecário e a Fotografia

De fato a fotografia é muito importante tanto para a questão lazer ou de pesquisa. Porque, afinal de contas, esse é um instrumento muito interessante para a disseminação de informação, uma vez que “uma imagem vale mais que mil palavras” como o dito popular. Entretanto esse tipo de informação é um desafio para nós bibliotecários, uma vez que é muito mais subjetiva a análise de uma fotografia, quando de um livro, por exemplo. Para isso “é necessário [que] profissional da informação além dos conhecimentos técnicos, a sua capacidade cognitiva para avaliar o conteúdo das imagens, buscando compreender que o documento fotográfico tem uma natureza diferenciada, devido a sua linguagem não-textual, e requer uma leitura e interpretação para posterior consulta e recuperação da informação e disseminação junto aos usuários” (SILVA, [200-]); evidentemente a mediação pode se dá de forma mais complicada, entretanto, se há a indexação correta, o usuário terá o retorno adequado de informação. Sabemos que as fotografias podem ser de dois tipos: analógicas (tradicionais impressas) e as digitais (virtuais). Em minha opinião, ambas tem potencialidades e problemas, o que é fundamental para o gestor identificar. Por exemplo, as analógicas não necessariamente precisam de suporte para serem consultadas, as virtuais sempre necessitaram. A questão do armazenamento e preservação também entra em conflito com a questão digital-analógica, pois dependendo do acervo é melhor optar por uma ou outra, ou as duas manifestações da obra. Desde modo, nunca devemos esquecer de que a fotografia é importante, em especial para pesquisadores e que é nosso trabalho fundamental proporcionar o acesso rápido e preciso a esses itens.

Lucas Rodrigues

SILVA, Rosi Cristina da. O Profissional da Informação como Mediador entre o Documento e o Usuário: a experiência do acervo fotográfico da Fundação Joaquim Nabuco. [Recife], [200-].

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Vídeo: Ferramenta de Aprendizagem

Quem nunca preferiu ver um vídeo, por exemplo, um tutorial ou invés de ler um longo e monótono manual? Justamente, é isso que acredito que o vídeo tem a acrescentar no que diz respeito à aprendizagem. Muito falamos com respeito à imagem nas postagens anteriores, e que elas falam por mil palavras... Vídeos nada mais são que imagens em movimento e por consequência são ferramentas interessantes para o uso didático e as facilidades que convém ao Ensino à Distância (EaD). Claro que devemos saber utilizar esses recursos uma vez que o mesmo requer muito pouco envolvimento ou esforço do receptor, que age de forma muito passiva (MORGAN, 1995). Atualmente, com as facilidades da Internet, os repositórios de vídeos como o You Tube fazem com que qualquer pessoa possa obter informações desde como fazer origami ou cortar o próprio cabelo... Isso é fantástico! Com certeza os professores e mestres não podem “deixar de lado uma ferramenta como essa. O professor deve conhecer o potencial fazer de uso das mídias na sua sala de aula [...] deve saber manipular as mídias ao seu favor, e a favor do aprendizado de seus alunos” (CAETANO; FALKENBACH, 200?). É nesse mesmo sentido que devemos direcionar os nossos usuários. Não apenas lhes indicar livros, artigos e etc., mas também (se for pertinente) indicar filmes ou vídeos que possam sanar as lacunas no conhecimento que possivelmente possam ter.

Lucas Rodrigues

CAETANO, Saulo Vicente Nunes; FALKEMBACH, Gilse A. Morgental. You Tube: uma opção para uso do vídeo na EAD. Documento eletrônico. 2009.

MORAN, José Manuel. O vídeo na sala de aula. Comunicação & Educação, São Paulo, jan./abr. de 1995. Disponível em: http://www.eca.usp.br/prof/moran/vidsal.htm . Acesso em: 03 out. 2010.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

À mestra com Carinho

Ontem foi feita a despedida da professora Jussara Pereira Santos. Essa que é uma das maiores Bibliotecárias do estado (uma das primeiras também). Criou a Biblioteca Central da UFRGS, atuou em prol da classe e lecionou durante muitos anos no Brasil e fora dele. Esta postagem não é somente para homenagear uma das professoras que mais me orgulho em ter tido o prazer de conviver, mas também para criticar o sistema que inventou a bendita “compulsória”. Esta Lei obriga os servidores públicos com mais de 70 anos a abandonarem suas atividades. Concordo que isso aconteça com determinados professores, especialmente aqueles que não possuem competência ou até mesmo carisma. Entretanto, acho que essa decisão deve ser da competência do Departamento. O fato é que a nossa querida Professora Jussara ainda tem energia e disposição para fazer, coisa que muitos colegas da minha idade não possuem. A Faculdade de Biblioteconomia perde muito com a saída dela, mas o que nos conforta é que brevemente ela volta como professora convidada, ou quem sabe para estar à frente da nossa “quase” abandonada Associação dos Bibliotecários. Tenho orgulho de dizer que aprendi, diretamente, com uma das maiores e melhores no assunto com relação: a gestão, sinceridade, garra e o amor a nossa profissão. Quem dera um dia eu ser um terço do que essa grande mulher é. À nossa grande madrinha da Grifinória, um forte abraço!

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Segredo de Beleza

O verão está chegando (infelizmente)... Não podemos escapar disso. É claro que todo mundo quer estar com o corpo em dia, ir à praia, ir à balada, enfim, mostrar que está bonito(a) e paquerar bastante. É aí que surge o perigo. Pessoas desavisadas e no ímpeto de quererem fazer dietas milagrosas, se lançam a métodos nem um pouco ortodoxos, a fim de ficarem com o corpo bonito em poucos dias. Isso não existe! Desculpe se acabo as ilusões de alguns, mas é a mais pura verdade. Não adianta, depois de um ano expondo seu corpo a uma péssima alimentação, falta de exercício e etc, querer que ele fique perfeito em um mês, e o que é pior, querer isso sem esforço. Como dizia meu personal trainer: “Não há beleza, sem dor!” E eu concordo plenamente, complementando com: “O que vem fácil, vai fácil!”. Essas dietas malucas que, muitas vezes fazem emagrecer mesmo, são puramente fantasia, pois a partir do momento que se volta a comer normalmente, aparece o efeito sanfona. Ficar sem comer é igualmente pior, pois isso não resolve, pelo contrário, engorda. A realidade é que nosso corpo conspira contra nós nesse aspecto, pois pensa que está sendo agredido com a falta de alimento, logo, ele começa a reter energia. Enfim, só se emagrece comendo moderadamente e muitas vezes ao dia, muitos já devem saber disso. Faço essa postagem hoje, pois uma simpática aluna da FEEVALE entrou em contato comigo hoje. Seu nome é Manuela Borges e está fazendo um trabalho para a faculdade. Perguntou-me qual era o segredo de beleza dos Misters da UFRGS. Não sei quanto aos outros, mas com relação a minha dieta é: comer tudo que se tem vontade (desde que de não aja exageros), beber muita água, praticar algum exercício aeróbico com frequência, não usar drogas (sejam lícitas ou ilícitas), ficar ao lado de quem se ama e as demais dicas acima, uma vez que educação alimentar é o segredo de um corpo saudável. Meu qual segredo de beleza? Nem sei se sou realmente bonito para responder, mas acredito que se tiver um segredo é: ser eu mesmo; afinal de contas ser bonito é muito mais que ter um corpo sarado, resumindo, beleza está nos olhos de quem vê. Ser bonito é ser educado, gentil com as pessoas, cuidar do meio ambiente e, acima de qualquer coisa, estar feliz consigo mesmo.

Lucas Rodrigues

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Blog: uma Ferramenta Útil

Atualmente, não só os profissionais da informação sabem, mas é de conhecimento geral que a informação e o consumo da mesma, se tornaram rápidos e necessários. A Rede Global de Computadores (WEB), que interconecta redes internacionais, regionais e locais de computadores foi o que possibilitou isso. A tecnologia avançada e a ciência só viram a intensificar esse advento, de modo que informação é criada e publicada instantaneamente somente ao clique de um botão. Isso acontece, pois a há muita facilidade na utilização no serviço de hipertexto para a rede Internet, onde os textos são armazenados em computadores. Com a evolução da Internet para WEB 2.0, que consiste em ter uma rede de construção colaborativa, somada a inclusão digital, tivemos um resultado interessante no que diz respeito a acesso e incremento da informação. Devemos levar em conta que:

No mundo digital o espaço da informação não se limita às dimensões do texto tradicional. Embora tais textos possam ser lidos aleatoriamente, os olhos do leitor possam passear ao acaso, as notas de rodapé e as referências cruzadas permitam e facilitem um estilo de leitura não linear, o texto tradicional se encontra confinado às três dimensões físicas da página que o delimitam. (BONILLA, 2002)

É com esse leque infinito de possibilitades que a WEB trabalha, fazendo com que o usuário (leitor) estabelece seus interesses e leituras. No que diz respeito à publicação dessas informações (sejam elas pessoais, acadêmicas, notícias e etc.) são necessárias ferramentas; que, com o decorrer do tempo se popularizaram, como: Blog, Redes Sociais (Orkut, Twitter, Facebook), sites ou portais e etc. Com certeza uma das ferramentas mais lembradas e de fácil utilização. Esse termo deriva de "weblog" utilizado primeiramente por Jorn Barger em 1997, mas logo em seguida Peter Merholz, de brincadeira, utilizou somente “blog”, e assim permanece de acordo com Wikipédia (2010). A história dos blogs começa com o próprio Jorn Barger, que criou o primeiro; ele possuía uma interface rígida, rudimentar, bem diferente do que é hoje. Criado com o intuito de distribuir informação já existente na rede, Barger disponibilizou uma porção de links que conectavam o usuário a outros textos, favorecendo assim uma leitura não-linear e atraente. O entendimento de hipertexto é fundamental quando se fala em blog, pois:

Se definirmos um hipertexto como um espaço de percurso para leituras possíveis, um texto aparece como uma leitura particular de um hipertexto. O navegador participa, portanto, da redação do texto que lê. Tudo se dá como se o autor de um hipertexto constituísse uma matriz de textos potenciais, o papel dos navegantes sendo o de realizar alguns destes textos colocando em jogo, cada qual à sua maneira, a combinatória de nós. O hipertexto é a virtualização do texto. (LÉVY, 1993)

Contudo, o blog, assim como o conhecemos só foi surgir em meados de agosto de 1999, pois foi quando surgiu o software Blogger, usado até hoje por muitas pessoas. Este foi criado pelo norte-americano Evan Williams, que tinha a intenção de popularizar e dinamizar a publicação de textoson-line, de acordo com Wikipédia (2010). Como já foi dito, o blog é uma ferramenta muito amigável e por isso tantas pessoas fazem uso dela, seja para promover ações, expressar ideias, divulgar posições, enfim, com os mais diversos intuitos. Na nossa concepção, esta é a sua importância, uma vez que (na maioria das vezes) a utilização é gratuita, fácil (e auto-explicativa) e que favorece a interatividade através de feedbacks.

Lucas Rodrigues

BONILLA, Maria Helena S. Escola Aprendente: desafios e possibilidades postos no contexto da sociedade do conhecimento. 2002. Tese (Doutorado) – Universidade Federal da Bahia, Faculdade de Educação, Salvador, 2002.

LÉVY, Pierre. As Tecnologias da Inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1993. 208 p.

WIKIPÉDIA. Blog. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Blog. Acesso em: 15 out. 2010.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Presente de Formatura

A formatura é sem dúvida o ponto alto de um aluno, pois é quando finalmente chega onde queria chegar, após anos de estudo, trabalho, pesquisas, relatórios, colegas chatos com suas perguntas idiotas e etc. Estou perto da minha festa de formatura... Em um ano, pretendo estar com o diploma de bibliotecário, certificado por uma das melhores universidades do país. No entanto a postagem de hoje é para comentar sobre o meu “secreto” presente de formatura. Na verdade já não é mais tanto, pois ouvi, sem querer umas conversas da minha mãe. Adivinhem? Ela vai me presentear com uma coisa que quero muito! Acho que vários de vocês já devem ter me ouvido falar nisso. Para entenderem melhor, é preciso que eu conte uma história. Meu falecido pai, que Deus o tenha, tinha um carro o qual sempre fui apaixonado. Era um Ford Pickup 1950 (foto ao lado)! Desde a separação dos meus pais até hoje, meu sonho era ter o mesmo carro, de modo que eu pudesse vitalizá-lo com rádio da melhor qualidade, pintura moderna, bancos de couro, itens cromados... Transformar esse truck em uma Sex Machine! Seria uma maneira de lembrar do meu pai, um apaixonado por carros. Minha mãe, sabendo disso, está providenciando esse que será meu presente de formatura. Eu não deveria estar sabendo, mas já estou em êxtase. Essa foto que achei traduz bem a cor que quero para o automóvel e os detalhes do "fogo" também quero usar. Quando eu estiver dirigindo esse monstro das estradas americanas, convido vocês para darem uma volta!

Lucas Rodrigues

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Burger King

Esse final de semana que passou fui ao Burger King (no Shopping Praia de Belas), famoso concorrente do McDonald’s. O Charles que me levou para experimentar, afinal de contas nunca tinha ido. Adorei ir lá! Não perde em nada para o MC, além do mais o refrigerante é de graça [fat mode on], contudo eles não tem o “molho especial”... Uma pena. Então, como bom apreciador de fast food, recomendo o Burger king, em especial o Whopper e, é claro, mais um "balde" de refrigerante (risos). Lembrando que você sai coroado de lá... Tá, é uma coroa de papel, mas coroa é coroa e todos sabem como eu sou "tarado" por esse acessório. A questão depois é saber onde gastar as calorias (XD).

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

L&C

Já tive homens
De todas as cores
De várias idades
De muitos amores
Com uns até
Certo tempo fiquei
Prá outros apenas
Um pouco me dei...

Já tive homens
Do tipo atrevido
Do tipo acanhado
Do tipo vivido
Casado carente
Solteiro feliz
Já tive "donzela"
E até "meretriz"...

Homens cabeça
E desequilibrados
Homens confusos
De guerra e de paz
Mas nenhum deles
Me fez tão feliz
Como você me faz...

Procurei
Em todos os homens
A felicidade
Mas eu não encontrei
E fiquei na saudade
Foi começando bem
Mas tudo teve um fim...

Você é
O sol da minha vida
A minha vontade
Você não é mentira
Você é verdade
É tudo o que um dia
Eu sonhei prá mim...

Parodiando Martinho da Vila
Lucas Rodrigues

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Big Brother Mina

Acho que todo mundo já sabe que os trabalhadores da mina no Chile, no Deserto do Atacama, estão sendo resgatados, após terem sido soterrados vivos. A postagem de hoje é para analisar o “reality show” feito em cima disso. Como o título da postagem diz, me senti assistindo ao Big Brother no dia de ontem, conforme cada um ia saindo e sendo abraçado pela família. Coitados dos caras não tinham culpa, mas a Imprensa fez questão de cobrir de forma espalhafatosa o acontecido. Não entendam que eu não ache digno que esse tipo de sinistro não seja cobrido, pelo contrário. O que achei exagerado foi a cobertura, assim como acho exagero a cobertura da TV para muita coisa. O fato é que, pelo que parece, até agora todo mundo vai se salvar. Só pensei hoje pela manhã, mudando o foco: como os caras saíram bem ajeitados... Com a barba feita e etc... Eu esperava uns fiapos de gente saindo do buraco. Mas, enfim, isso tudo é questão de perfumaria...

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Mercado Chileno e CowParade!

Nada como começar o dia com um café no Matheus (na Borges de Medeiros)... Gosto de comer lá, até por que tinha uma porção de coisas para fazer no centro, só que nada abre antes das 9h. Para minha surpresa quem entra na cafeteria? Sr. Léo Lancaster, usando um disfarce de engenheiro (XD). Contou as últimas sobre os concursos desse ano. Como nada do que eu queria fazer deu certo (como recarregar o TRI, passar no banco e etc), fui matar o tempo. Contudo, a postagem de hoje é para indicar o “Mercado de Pulgas Chileno” no Mercado Público de Porto Alegre. Fomos lá e ficamos deslumbrados com algumas antiguidades, dentre elas espadas, xícaras e jóias. O “bazar” possuía também artigos da Segunda Guerra Mundial, dignos de colecionador. Não resisti e comprei um anel lindo para minha mãe, afinal de contas ela também merece um agradinho de vez em quando. Aproveitei também para ver algumas das vaquinhas do CowParade, bem legal, recomendo a todos!

Lucas Rodrigues

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Ó Menino Lindo!

Nessas eleições foi impossível não comentar sobre um dos Deputados Federais eleitos: Tiririca (PR). Uns criticam, outros adoram, outros dizem que foi um voto de protesto. Eis a minha opinião: Não vejo problema algum no Tiririca ser eleito! O fato de ser da mídia, humorista e etc., não tira dele o direito de concorrer a um cargo público, além do mais, há pessoas (e muitas) que votaram nele. Fui me informar das propostas dele e, sinceramente, me parecem razoáveis, se não viu acesse: http://www.tiririca2222.com.br – Outra coisa que descarto é que seja voto de protesto... Não existe isso! O mais próximo de um voto de protesto é o voto em branco, pelo menos, no caso do Tiririca, as pessoas se posicionaram e escolheram alguém que vai achincalhar por lá (lembrem do Clodovil, por exemplo). Entretanto, não estou dizendo que ele será um político brilhante e tudo mais, só defendo o direito desse humorista. Muitos dizem: “Ele não sabe nada! Não sabe ler e blá, blá, blá!”... Bom, quanto a isso digo que falavam o mesmo do Presidente Lula e vejam o bom trabalho que fez. Acredito que o que conta é a vontade de aprender e ajudar, qualquer pessoa pode aprender a ser político se realmente quiser. Outra questão é: ninguém faz NADA sozinho na política, sempre vai haver quem apóie e quem discorde, isso é fato. Então, esperemos antes de cruxificar, para ver o que este “fenômeno” de votações em São Paulo vai fazer: estou otimista.

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Minha Apuração

É isso aí pessoal! Todos os meus candidatos foram eleitos, com a exceção de Dilma Rousseff que foi para o segundo turno (mas é questão de tempo para confirmar essa vitória). No mais, estou muito feliz por Tarso Genro se eleger governador (o primeiro a se eleger em primeiro turno para o Governo do Estado) e Manuela d’Ávila por ter uma das maiores votações do país. Paulo Paim e Ana Mélia são nossos senadores e acredito que farão um bom trabalho, o mesmo penso sobre Raul Carrion. Contudo, não tem preço: ver a cara do José Fogaça após perder (confiante num segundo turno); do Germano Rigotto (derrotado para o senado) e de todos os candidatos do PSOL, dos quais NENHUM se elegeu (graças a Deus), inclusive Luciana Genro (que deixa de ser deputada federal)... Espero que aconteça isso também nas eleições municipais daqui há dois anos... Adoraria ver algumas pessoas encerrando por definitivo os mandatos (cara diabólica). De bem com a vida e com os eleitos, só peço agora para ajudar na eleição da Dilma, porque, vamos combinar... Serra não dá não é gente?

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Eleições 2010

Claro que o assunto do momento é política, e já que as eleições estão ai (neste final de semana), faço questão de pedir votos para os que apoio (XD). Com críticas ou sem, torço pela Dilma Rousseff (Presidenta - 13), Tarso Genro (Governador - 13) e Paulo Paim (Senador - 131) que são do PT, no entanto vou votar em pessoas que não são do mesmo partido; afinal votamos na pessoa, não no partido. Voto, e peço votos, para Ana Mélia (Senadora - 111) do PP, Manuela d'Ávila (Deputada Federal - 6565) e Raul Carrion (Deputado Estadual - 65123) do PC do B. Lembrando que é importante fazer valer a sua vontade nas urnas e se por acaso não tiverem candidatos, votem nesses, pois no meu ponto de vista, eles valem a pena. Claro que vai sempre existir quem critique e etc., mas isso é a democracia, e estou usando meu espaço para mostrar a minha opinião. Que vença o melhor para o Brasil nessas eleições!

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

O Cantar da Rainha

Há algum tempo atrás, coisa de uns sete anos, eu costumava cantar no coral da Igreja. De fato, nunca foi o melhor dos meus talentos, acredito que seja mais “abençoado” com a questão de saber dançar. Todavia, se pudesse, trocaria minha habilidade de dança com a de canto, eu o faria. Enfim, sobre que venho falar hoje não é sobre mim; mas a situação é parecida, pois agora, depois de anos, minha mãe entrou no coral do hospital e confesso que fiquei surpreso com esse resgate do que ela gosta tanto. Nunca imaginei que ela iria se destacar como soprano. Fico feliz, pois assim como eu, ela sempre soube muito mais sobre dança (afinal de contas os primeiros passos aprendi com ela), política e História. Estou orgulhoso da Rainha (para quem não sabe é assim que brinco com a minha mãe) e ansioso para a primeira apresentação dela! Vamos aguardar o canto da Rainha!

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Poluição Política

É está chegando o dia das eleições, e como sempre, vou defender o direito e o dever de votar, pois afinal de contas é nosso futuro que está em jogo. Entretanto, a postagem de hoje é para revelar minha indignação com relação à sujeira e o entulho provocado pela propaganda política nas ruas. Sinceramente, acho que deveriam ser proibidas as malditas “plaquinhas” que ficam no chão ou lado das ruas, estradas e etc. Da mesma forma que as placas que ficavam presas aos postes, estas que ficam no chão poluem visualmente e dão muito trabalho para serem recolhidas após o pleito. Acredito que deveriam ser proibidas essas manifestações de propaganda, pois com as ventanias de final de inverno esses artefatos se espalham, rasgam, vão parar dentro dos rios, arroios, batem nos carros, enfim... Péssimo! Que inventem outras formas de mostrarem seus números de candidatos, porque afinal de contas (pensando como publicitário agora), não acho muito efetiva essa abordagem suja e mal aproveitada de recursos. Usem mais bandeiras, pintem mais muros e concentrem-se em, no máximo, nos panfletos. Essa é minha sugestão.

Lucas Rodrigues

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Glee!

Hoje reservei a postagem para uma sugestão legal do que assistir. Vocês sabem que não sou muito das “sériezinhas” que rolam por aí, contudo costumo assistir pelo menos um episódio antes de criticar. Neste fim de semana parei para olhar Glee, que tem feito muito sucesso atualmente. Como o preconceito acaba vindo primeiro imaginei: deve ser uma série bobinha, cheia de música chata, que se passa num colégio típico americano, bem ao estilo High School Musical (HSM). Realmente, em parte eu estava certo! Se passa num colégio, onde os jovens cantam e tudo mais. Entretanto, o seriado objetiva a critica ao preconceito e isso é muito mais que (HSM) pode oferecer. Os personagens são legais, as músicas também... Logo, passamos assistindo, o Charles e eu, o fim de semana todo (afinal de contas ele que me apresentou a série). Então, recomendo a todos que assistam e se livre de qualquer preconceito, aliás, só estão liberados para odiar Rachel Berry (personagem principal do seriado – Ai de mim se o Charles ouve isso!) e servir as verdadeiras rainhas do programa que são Quinn Fabray (a decida líder de torcida) e Mercedes Jones (a negra gordinha que encanta todo mundo com sua voz). Aproveitem!

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Copa 2014 e Otimismo

Já que estamos polemizando neste blog, nada melhor para uma polêmica que... Mais polêmica! Um assunto que dá bastante o que falar é a Copa do Mundo 2014 aqui no Brasil. Eu sou totalmente a favor e não consigo conceber algumas pessoas se opondo a isso. Investimentos são sempre bem vindos. Independentemente se for em função da Copa, Olimpíadas, Semana da Pátria ou despacho de esquina. A questão é que as pessoas que possuem uma visão restrita das coisas gostam somente de criticar. Essa é a realidade: não tem o que falar, fala mal do governo, reclama da Copa, reclama do clima... (¬¬) Saibam que nosso país tem condições financeiras para tudo, e como diria minha professora Jussara Santos: “Yes, nós temos dinheiro!”; seja ele para a Copa, Educação, Saúde, Segurança e etc. Pensem caros amigos nos benefícios da iniciativa pública e privada como: expansão de malha rodoviária, metrô, rede hoteleira, revitalização de áreas públicas, incremento do turismo, estádios melhores e mais seguros, e redes de tratamento de água e esgoto mais adequeadas. Sem Copa, Jogos Pan-Americanos, Olimpíadas isso não seria possível. Falam que haverá desvios de dinheiro e tudo mais... Haverá, infelizmente... Afinal de contas somos um povo corrupto e já discuti isso em outra postagem (ver Horário Político – 20 de Agosto de 2010). Mas os políticos, empresas e lideranças serão obrigados a prestar contas a Comunidade Internacional com relação à estrutura, ou seja, com roubo ou sem roubo as realizações terão que aparecer. Eu sou otimista! É emprego, investimento, desenvolvimento e status para o país. Acredito que teremos uma Porto Alegre (um Brasil) brilhante em 2014, isso se o mundo não acabar antes, em 2012 (XD).

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Lucas no Twitter

Sabemos que a tecnologia e todo aquele blá, blá, blá de acompanhar as coisas no mundo virtual estão em alta. Em função disso, me rendi ao famigerado Twitter... Que confesso ainda não ver o motivo de tanta graça. Entretanto, acho interessante seguir as pessoas que gosto, especialmente quando se tratam de pessoas famosas, ou ídolos. No meu caso, fico feliz em poder saber das últimas da Natália Guimarães ou da Débora Lyra; sigo as duas e confesso que isso eu acho legal: uma oportunidade de estar mais perto de quem se admira. Ainda não aprendi a mexer muito bem com a interface (até pareço um idoso falando), mas, como todos dizem: “só se aprende mexendo e futricando”. Então... Aqueles que se interessam nas minhas opiniões ou simplesmente gostam de estar bem informados sobre mim (XD), me sigam no Twitter: @planetlukas

Lucas Rodrigues

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Primeiro Mês

Passaram as festividades de 20 de setembro, e eu não poderia passar sem dizer que amo meu estado e acima de tudo confio na força e na raça do povo gaúcho. Entretanto, a postagem de hoje é para celebrar o primeiro mês de namoro e dizer que me sinto muitíssimo feliz por isso. Os carinhos, as brincadeiras, os objetivos, a cumplicidade, o sexo, o amor... Um mês tranqüilo, repleto de primeiras vezes: primeiro encontro, primeiro filme, primeiro abraço, primeiro beijo; e o que mais chama a atenção é que apesar de não ser mais a primeira vez, o olhar terno e meigo continua o mesmo. Beijo prá ti amor! Parabéns para nós!

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Amor Prateado

Agora é mais que oficial e partir de ontem meu namoro tem cor: Prata! Coloquei aliança, o que para muitos é um sinal de privação, dor e até mesmo insatisfação. Contudo, vocês sabem que sou totalmente contrário a esse pensamento que citei. Acredito que aliança de prata é um gesto bonito, carregado de simbolismo e tradição. É a representação de que tu tens um objetivo e que respeita e quer ser respeitado por aquela pessoa e por todos que nos cercam. É claro que um simples anel não vai impedir uma pessoa de trair ou de cometer coisas que posteriormente possa se arrepender, mas acredito na importância e no caráter da pessoa com quem compartilho esse valoroso metal brilhante. Que esse brilho permaneça na minha mão esquerda por um bom tempo e que só possa ser substituído por outro brilho, o brilho dos olhos, ou outro anel na mão direita na cor dourada.

Lucas Rodrigues

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Café TV COM

Já recomendei alguns programas de TV aqui no Café com Bibliotecário, mas é a primeira vez que indico um da TV COM (Canal 36 de Porto Alegre). Quase todos nós sabemos que esse canal aborda os assuntos mais diversos e do interesse da comunidade gaúcha. Um dos programas que mais gosto de assistir é o “Café TV COM”, pois tratam de assuntos atuais com bom-humor e propriedade; tanto que sinto como se estivesse conversando com os apresentadores na sala de casa. Por falar nisso, quem é apresenta são: Tânia Carvalho, Cláudia Laitano, Tatata Pimentel, Túlio Milman, José Antônio Pinheiro Machado, David Coimbra e Thedy Corrêa. Eles costumam também indicar boas leituras e opções culturais interessantes. Lamento apenas o programa ser curto, visto que vai ao ar domingo às 19h, com duração de uma hora. É isso, é o Café recomendando o Café, uma boa escolha para quem quer fugir do “lixo” da programação de fim de semana da TV aberta.

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Rozanna Purcell

Já faz umas semanas que o concurso de Miss Universo aconteceu, mas ainda não havia feito uma postagem sobre a musa do ano de 2010. Como alguns já sabem, a diva do momento é Rozanna Purcell, Miss Ireland! Sinceramente, ela, com larga vantagem, deveria ter vencido. Graciosa, elegante e com um bom-gosto refinadíssimo, ela esbanjou glamour no presentation show e na noite do concurso. Já ouvi críticas a sua beleza agressiva, mas convenhamos, antes uma beleza agressiva, que uma "feiura agressiva" como a de Venus Raj, Miss Philippines (¬¬). Gosto de Rozanna, pois ela segue o padrão de mulheres que venho admirando desde 2008. Ela utilizou um vestido excelente (foto) e fez um desfile digno de Zana Krasniqi, com direito a "carão" e tudo. A única coisa que mudaria na diva este ano, com certeza, seria a faixa... Ela ficaria muito bem ostentando "KOSOVO" no peito.

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Aguardando o Baile de Inverno

Como algumas pessoas já devem saber, neste mês a Faculdade Biblioteconomia e Comunicação (FABICO) faz aniversário. São 40 anos que serão celebrados em um baile tradicional no Clube Farrapos em Porto Alegre no dia 24 de setembro. Espera-se entre 500 e 800 pessoas para comemorar no estilo dos antigos bailes da reitoria da UFRGS, ou seja, com muita elegância. Teremos a presença do Reitor, pró-reitores, professores, funcionários e alguns alunos. Pretendo estar entre eles essa noite e desfrutar, do que diz a professora Jussara, “de uma diversão bem comportada” (risos)... Alguns estão chamando esse evento de Baile de Inverno (embora já seja na primavera), e vocês podem imaginar o porque (alusão a Harry Potter), pois talvez seja mesmo, afinal de contas vou levar minha “Hermione” junto. Essa noite promete!

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Namoro no Sofá

Esse final de semana foi bastante especial. Adivinhem... Fui ver o sogro e a sogra! E adorei! Fui muito bem recebido por todos, inclusive pela avó de quase 90 anos (que achei a melhor!). Muito bem tratado, tanto que acredito ter engordado um pouquinho com a quantidade comida deliciosa. Assisti filmes, concursos de Miss, dormi agarradinho (com direito a fonte luminosa e tudo)... A casa é bastante conforatável e além de provar chimarrão com menta, ganhei um lugar na gigante mesa de doze lugares e pude namorar no sofá, como manda a tradição. Tivemos algumas excentricidades para tornar ainda mais marcantes esses momentos, como: van sem freio, câimbras inesperadas na perna, rádios suicidas, discussões de arte moderna em móbiles (XD) e avó entrando no quarto errado, na hora errada, no momento errado (Risos)... Tudo é ótimo quando estamos bem acompanhados... E como o tempo voa quando nos divertimos, parece que tudo passou tão rápido. Acho que é assim quando estamos com alguém que gostamos. Cada momento ao lado da pessoa é especial, suave e quente ao mesmo tempo. É como se o mundo e os problemas estivessem suspensos. O ruim é ter que voltar para casa, ter que dormir sozinho e tudo mais... (Cara triste) Mas, me alegra saber que o fim de semana logo chega e que já temos uma boa agenda de eventos para participar e aproveitar. Que venham os flashes e as notícias!

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

E lá Vamos Nós!

Essa, na verdade, é uma postagem retroativa... Essa era para ser segunda-feira, com o advento do concurso de Miss Universo, deixei para postar hoje. Como muitos já sabem, ou para aqueles que ainda estão sem saber: Estou namorando de novo! É, lá vamos nós outra vez. Posso dizer que adoro esse carinho de início de relacionamento. Cativar e ser cativado... Ter música tema, filme e tudo mais que um casal de namorados pode ter. Melhor ainda é ter afinidade em assuntos, gostos, objetivos e criação. Imaginem a cena: um pequeno lago, um sábado de sol, um fim de tarde tranquilo e um primeiro beijo daqueles. É nesse instante que pensamos: “Quanto tempo é necessário para gostar de alguém?”... Ninguém sabe a resposta, somente nós mesmos podemos dizer. Está certo, eu já namorei bastante... É fato, relacionamento de celebridade não dura (pelo menos os últimos que tive)... Quero construir algo bom e sólido; e espero ter encontrado a pessoa certa. Então, paparazzis e fãs da FABICO, divirtam-se! Porque eu estou feliz e em paz com Vênus.

Lucas Rodrigues

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Miss Universe 2010

Nessa noite de segunda-feira aconteceu um dos eventos que mais aguardei durante o ano, o Miss Universo 2010. Assisti esse concurso bastante atípico, na casa de campo do Platão e do Rafael em Dois Irmãos! Poucas “zebras”, mas muitas tristezas a meu ver durante o evento. Primeiro de tudo, tivemos um problema com a transmissão da TNT. Não consegui ver a Débora Lira nenhuma vez... ¬¬ Ela não passou para o TOP 15, assim como a favorita USA (Rima Fakin) e a minha (mais que queridinha) Marelisa Gibson, Miss Venezuela. Também aconteceram muitas injustiças, especialmente com Colombia, Russia e Albania que saíram antes da hora da competição. Isso já me frustrou. Entretanto, saber que a Spain não passou de novo, já me consola. Este ano escolhi como a minha representante a Miss Ireland, Rozanna Purcell, que além de absolutamente linda, usava um vestido digno de Zana Krasniqi e Gona Dragusha. Houve algumas aberrações, entre elas a Miss Philippines, Venus Raj... Horrorosa! O pior de tudo foi ver os comentaristas falarem verdadeiras blasfêmias, exemplo: “A Miss Philippines é muito proporcional e elegante”... (Era tão proporcional que seu corpo minúsculo contrastava com a sua enorme cabeça, quase do tamanho de uma abóbora); “Ah, mas a Miss Mexico é igual a Natália Guimarães!”... (Pelo amor de Deus! Nem preciso comentar tamanha besteira – quem disse isso foi a Renata Fan, Miss Brazil 1999, absolutamente seqüelada) “Como a mexicana é linda!”... (Tão linda que tem o nariz do Michael Jackson e usava um vestido de ir a casamento em Porto Alegre ¬¬). Pois bem, foi um concurso bastante fraco, uma vez que ganhou Jimena Navarette, Miss Mexico. Mas antes ela do que a pavorosa Venus Raj, que fugiu da resposta e usava um vestido maior que uma lona de circo... Acho que se pegássemos uma das vacas do Platão e colocássemos um vestido, tínhamos mais chances de ganhar esse concurso Miss Universo. Menções honrosas para: Ireland, Albania, Australia, Colombia, Puerto Rico e Stefania Fernandez, Miss Universo 2009, que emocionou a todos com sua despedida e sua demonstração de amor pelo povo da Venezuela. Agora amigos... Brazil no TOP 15, só ano que vem... Que venha o concurso Miss RS 2011!

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Na Torcida por Débora Lira

Chegou o momento, senhoras e senhores! Hoje é dia de Miss Universo! E nesse ano temos ótimas candidatas que prometem esquentar a competição pelo cobiçado título de Miss Universo 2010. Estaremos torcendo, digo no plural, pois vou me reunir com os amigos para assistir; ressalvas ao Platão Terra que é um dos meus melhores amigos e que acompanha há anos o concurso junto comigo (para loucura de certas pessoas). Torço em especial por Débora Lira, nossa querida e linda Miss Brasil 2010 (foto ao lado). Ela é discípula e grande fã da Natália Guimarães, o que me faz gostar ainda mais dela. Outras fortes candidatas em minha opinião são: Miss Venezuela, Peru (minhas queridinhas), Puerto Rico, México, Haiti, USA (que espero que caia da passarela), Ucrânia, França, Colômbia e Rússia. Claro que não significa que todas que citei, eu considere lindas, mas são fortes. Torço também pela Miss Kosovo, que esse ano está fraquíssima, pois não é absurdamente linda, fala um inglês de índio, é tímida e etc... Não boto muita fé nela, mas tudo pode acontecer. Só posso dizer que Zana Krasniqi e Gona Dragusha devem estar se contorcendo em Pristina (capital do Kosovo). Ah! Que a Espanha não passe de novo, é claro! (Risos) É a 59ª edição do concurso e será realizada no Mandalay Bay Events Center no Mandalay Bay Resort and Casino em Las Vegas nos Estados Unidos. Assistiremos ao vivo pela TNT, mas quem tem TV aberta, a TV Bandeirantes vai transmitir, horas depois, o concurso gravado. Que seja um espetáculo de beleza, glória, paixão, passarela, lágrimas e consagração! Que Débora honre a Natália, e que o Brasil ganhe o Universo!

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Horário Político

Hoje venho falar sobre um assunto bastante recorrente quando se fala em política. Como todos sabem (ou deveriam saber), essa semana iniciou o “Horário Político Obrigatório” em rádio e TV. Há gente que reclama desse espaço e sempre diz as mesmas frases prontas: “Detesto política!”; “Os políticos são todos iguais!” ou “São todos corruptos!”... Também simplesmente desligam a TV para sequer ouvir o que eles tem a dizer. É um direito não querer ouvir... Mas também é uma irresponsabilidade. Não falo essas palavras por ter envolvimento na faculdade ou por vir de família política, mas digo que essas afirmações acima são de uma ignorância total e plena sob o ato de votar. Muito se lutou nesse país pela democracia e o que vemos são esses discursos provincianos de gente mediana, que acaba tendo uma visão restrita e um pensamento mais restrito ainda. Não se pode detestar política! Política permeia tudo que está ao nosso redor, seja na família, na faculdade, no trabalho. “Politicagem” é detestável, mas política não. Aqueles que exercem a política não são iguais e estão bem longe disso, lembrem-se disso. Quanto a “todos serem corruptos”... Não esqueçam que quem os elegem somos nós mesmos. E me admira como uma população, que em sua grande parte, é altamente corrupta como a nossa, ousa falar dos seus representantes dessa forma; eles nada mais são que o reflexo de tudo que somos. O que é o “jeitinho brasileiro” senão a corrupção? O modo de levar vantagem sempre, seja comprando um DVD pirata, furando fila, achar e não devolver algo que não lhe pertence... Isto é corrupção meus amigos! Da mesma forma que acontece no cenário da política; claro que não na mesma escala, mas é a mesma situação. Nunca podemos generalizar as coisas... Há pessoas que são honestas na política e na sociedade em geral. Devemos acreditar nelas, votar nelas. Mas para isso é necessário conhecer os candidatos; por isso peço: “Coloquem a mão na consciência!”... Pesquisem, assistam ao Horário Político e sejam menos avessos a assuntos do gênero. Resumindo: repudio a ignorância política! Afinal de contas é nosso futuro que está em jogo.

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Excel, Zigfried & Eu

Para quem não sabe, Excel e Zigfried são os nomes dos meus cachorros. São irmãos de criação. Querem saber mais olhem nas postagens do dia 05 de novembro de 2009 e 22 de julho de 2010. Pois é, a postagem de hoje é para falar sobre a relação dos dois entre eles e comigo. Por incrível que pareça eles se dão muito bem. Normalmente, cães mais velhos não gostam dos mais novos, mas essa regra na minha casa não se aplica. Brincam juntos, embora o Excel seja muito maior. Ás vezes até me preocupo com o Zig, pois tenho medo que se machuque. Enfim, agem como bons irmãos; até porque tem a pelagem da mesma cor (preto e branco) e hábitos parecidos. Entretanto, quem “padece no paraíso” sou eu... (risos) Como estou “pai” solteiro desses dois, imaginem... Preciso cuidar das coisas (principalmente chinelos) ou elas “criam pernas”; a Pedigree deve estar adorando tudo isso, pois daqui a pouco vou ser sócio deles em função da quantidade de ração; e a limpeza de xixi e cocô é constante. O pior é quando os dois conspiram juntos e concorrem pela minha atenção quando eu chego do trabalho em casa. Um late, o outro pula e não sossegam até eu lhes dar a devida atenção. Acho que “eu preciso de um companheiro” (parafraseando Paulinho Rola) para me ajudar... Ha, ha, ha, ha! Alguém se habilita?

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Redes Sociais e seu Valor

A sociedade discute muito essa questão da importância das redes sociais (como Orkut, Twitter, Facebook, blogs, videologs e etc), e percebe-se a que ponto chegamos nessa mistura de pós-modernidade e WEB 2.0. Numa época onde é tudo é cada vez mais veloz, precisamos ser sintéticos até mesmo na maneira de escrever, o que ainda é muito criticado por muitos, especialmente professores. Entretanto, o que esses novos recursos nos trazem de interessante? Respondo: construção colaborativa. Tanto o Orkut, os blogs e tantas outras ferramentas do mesmo gênero foram criadas com o mesmo intuito: troca de informação rápida. Podemos criticar (e muito) a questão de autenticidade e veracidade, mas é inegável a dimensão que viemos tomando no decorrer dos últimos anos. A conhecidíssima Wikipédia é o maior exemplo. Tornou-se tão abastecida de informações que agora possui revisores que dão uma cara mais “confiável” a muitos dos seus termos. É aí que eu acredito que entra o papel dos profissionais da informação. Não que eu pense que um dia possamos catalogar e organizar tudo que está on-line, seria utopia; mas se soubermos utilizar e extrair dessas ferramentas o seu melhor, será ótimo. Teremos informação rápida, sucinta e porque não, de qualidade. Bem como disse Moreno, bom conhecedor dessas áreas de construção colaborativa e WEB 2.0: “Para os bibliotecários, os blogs [por exemplo] vão além. Eles são ferramentas que servem para fazer aquilo que conhecemos muito bem: coletar, classificar e fazer a informação um produto acessível a todos”, concordo plenamente com ele. Redes socais não são o futuro, mas sim o presente; uma realidade a qual o bibliotecário não pode fugir, mas sim tirar proveito e assim ser um profissional mais completo.

Lucas Rodrigues

BARROS, Moreno Albuquerque. Blogs e Bibliotecários. [Rio de Janeiro] : UFF, [20--?].

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Alma da Dança

Gosto muito de música e dança, isso não é segredo, mas o que muitos não sabem é que dançar vai muito mais além do que mexer o corpo no ritmo do som. Dança é algo mais profundo. Exige um conhecimento da música, um corpo disciplinado para executar os passos e uma sintonia com o parceiro de dança (se essa for executada em par ou em grupo). Se mexer conforme a música é simples – até bebês fazem isso – entretanto, costumo encarar um encontro de dança como o momento em que as duas almas se tocam; uma pode sentir o calor e os sentimentos da outra. Dança é o alimento da alma, é troca, é envolvimento em movimento. Como em uma peça de teatro, tudo é ensaiado e algumas vezes improvisado, mas o que conta mesmo é a dedicação e a alegria de poder desfrutar do som, da pessoa e dos posteriores aplausos.

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Jogos Olímpicos da Juventude 2010 – Singapore

Assisti neste sábado passado à abertura da I Olimpíada da Juventude, que acontece em Singapore (Cingapura em português) até dia 26 de agosto. Esse é o tipo de coisa que gosto de assistir na TV, principalmente por todos saberem que sou extremamente competitivo; em especial quando há bandeiras e nacionalidades envolvidas. Essa também é a oportunidade que jovens do mundo todo esperavam para fazer valer seu talento. A festa na abertura foi bastante interessante. Eles exploraram bem todas aquelas filosofias antigas dos orientais, como: persistência, obstinação, força e que não é impossível se realmente quisermos alcançar. Utilizaram fantoches com mais de doze metros de altura para encenar inúmeras histórias. Misturaram também os elementos básicos da natureza em um belo espetáculo; água, fogo, terra e ar convergindo sob a maior plataforma aquática já criada no mundo. Absolutamente fantástico! Dou parabéns a TV Record por se interessar em mostrar todos os circuitos olímpicos, desde dos Jogos de Inverno (no qual deram um show de transmissão esse ano), os Jogos Pan-americanos e os Jogos Olímpicos tradicionais. Não é à toa que a Rede Globo perde cada vez mais audiência para a TV Record. No mais, acompanhem nossos esportistas na competição e torçam para que tragam muitas medalhas.

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Sexta-feira 13 tediosa

Sexta-feira 13! Ha, ha, ha, ha! Alguém com medo? Eu não! Mais um dia, como qualquer outro, tirando algumas infelicidades, como o Grêmio fora da Copa Sul Americana... (¬¬) Espero que nos concursos de beleza eu não tenha tanta decepção quanto no futebol. No mais, a semana está encerrando tranquila, uma vez que os professores (alguns velhos conhecidos) são ótimos. Pois é... Hoje não estou muito inspirado para escrever. Ah! Se cuidem... (risos)

Lucas Rodrigues

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Já pensando no TCC

Como a maioria já sabe, na Biblioteconomia, meu interesse é voltado à área de gestão e administração avançada. Entretanto, como algumas vezes já comentei no blog, alguns mestres e alunos pobres de espírito (¬¬) acham que a gestão não é importante na nossa função e dão mais espaço para disciplinas técnicas, muitas vezes chatas, irritantes e, a meu ver, sem fundamento. Acredito que esse seja um dos motivos por não formarmos líderes na universidade, em especial no meu curso. Justamente é o que pretendo estudar no meu trabalho de conclusão em 2011. Quais são os motivos que levam os profissionais bibliotecários a serem em sua maioria apáticos e com medo do mundo que os aguarda? Quais são os eventos que colaboram para isso? Por que a universidade não faz o papel a que se propõe: Formar gestores competentes? Por quê? Visto que, pretendo entrevistar, conhecer e comparar opiniões dos profissionais do setor público e privado. Acho que será um bom trabalho, tendo em vista que terei nada menos que Helen Rozados e Jussara Santos como madrinhas, não é demais? Aguardem.

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

De volta ao Castelo de HOGWUFRGS

É isso aí! Começaram as aulas na UFRGS novamente. E mais uma vez a FABICO tem seu Príncipe (Mister) Mimado circulando pelos corredores. Estou começando o 6° Semestre com oito disciplinas (imaginem a carga de estudos), mas acredito que dou conta; afinal de contas tenho mais que colegas, tenho amigos para ajudar nessa caminhada. Grandes surpresas nos reservam nesse final de ano que segue, aguardem ansiosos caros Fabicanos, logo verão o “Retorno do Rei” (risos)! No mais é isso, desejo a todos os aspirantes a Bibliotecários(as) um bom recomeço e boas vindas a aqueles que estão chegando agora (bixos, bixettes e bixas do curso), aguardem o churrasco de integração; tenho certeza, será ótimo!

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Dado + Carpaccio + Lojas = Lucas Consumista

Uma das melhores comidas em minha opinião: Carpaccio! Pude novamente comer ontem à noite no Dado Garden Grill do Shopping Praia de Belas. Nem preciso dizer que adoro ir lá. A comida é ótima, o lugar é lindo, aconchegante... Dá vontade de nem sair de lá. Claro, o valor é um pouquinho “salgado”, mas quem puder conhecer, faço-o. Não irá se arrepender. No mais, depois disso, hoje pela manhã, fui com o Sammy fazer umas compras... Aliviar um pouco o estresse. Passeamos de loja em loja, liberando nossos impulsos mais consumistas: bem o tipo dos príncipes mimados da FABICO. Afinal de contas o armário tem que estar renovado para um bom início de semestre. Estava bem divertido, inclusive quando o Sammy me levou em lojas do “submundo”, como chamo, só de “arriação”. Ha, ha, ha, ha! Pela primeira vez pisei no “Camelódromo”. Almoçamos e agora estou aqui recomendando as aventuras a vocês.

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

O Amor é um Campo de Batalha

Assim como já dizia a música dos anos 80 de Pat Benatar: o Amor é um Campo de Batalha (Love is a Battlefield). Só venho concordar com ela hoje, pois no amor, assim como na guerra tudo pode acontecer. Um dia se vence, no outro se perde... Depende de nós resistirmos e continuar nesse campo até que a batalha termine. No fundo todos nós queremos sair sãos e salvos dessa “guerra do amor”, mas sabemos que isso não é possível, é difícil sair ileso. Todo final de relacionamento dói, afinal de contas, se não deu certo foi por motivos de ambas às partes envolvidas. Posso dizer que perdi a minha última batalha... E sinceramente, não aguento mais perder as lutas. Sei que a guerra está longe de terminar, pois sou jovem, não sou tão feio (sou até ajeitadinho), ainda tenho tempo e força para procurar mais um pouco. Agora espero que o jornal de fofocas “Fabicano” se acalme com essa postagem: vocês por acaso querem um pedaço de mim? (¬¬).

Lucas Rodrigues

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Trabalho Novo, Vida Nova

Bem dizem que aquilo que fazemos diz muito sobre nós. Sou bibliotecário (mesmo que ainda não formado), logo, o que eu sou? Bom só vocês podem dizer. Mas a questão é que hoje comecei oficialmente na Biblioteca da Medicina da UFRGS (é Biblioteca do Hospital de Clínicas também). É uma das TOP 5 da universidade, juntam-se a do Direito, Administração, Engenharia e BSCSH. Gosto bastante do lugar em função das pessoas que trabalham e dos usuários, que parecem tranquilos, ao avesso do que eu esperava. Minha chefe é uma das minhas professoras, a qual é uma das mais queridas no curso. Então, o que esperar da minha estadia nessa unidade? Só o melhor, é claro.

Lucas Rodrigues