terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Abandono de Livros

Sabe quando nós começamos a ler um livro e estamos cheios de expectativas com relação a ele? Pior quando nos deparamos com livro chato e sem fundamento. Muitos, assim como eu, não conseguem simplesmente abandonar o livro (chega a dar pena do nosso amigo de páginas). Vou até o final, mesmo que não suporte mais ler, mesmo parecendo que quanto mais lemos, mais páginas faltam para o final. Atualmente acontece isso com a leitura de "Dewey: um gato entre livros": um saco! Na doce ilusão que fosse semelhante a "Marley: a vida ao lado do pior cão do mundo", me decepcionei. Escrito por uma colega bibliotecária, "Dewey" conta a história de um gato chato, mimado que, segundo ela, até criou mais empregos na cidade de Spencer/Iowa nos EUA, simplesmente por morar na Biblioteca Pública (¬¬ - ridículo). Faço minhas as palavras de minha mãe quando leu o mesmo livro: "Esperava que ela matasse o gato, pois assim o livro seria mais interessante". Não detestamos animais, muito pelo contrário... Mas confesso que, se pudesse, daria um chute nesse gato (risos).

Lucas Rodrigues

4 comentários:

Everbob disse...

Sim... Dewey revolucionou a cidade de Spencer. As pessoas chegavam na biblioteca e diziam em referência ao gato: "Mas que gatinho, pequenino!", Huahuahauha!!! Sem contar que Dewey, Dew para os mais íntimos, aprovou 4 projetos na câmara municipal de Spencer e levou a tecnologia até as regiões mais pobres da cidade... claro... Dew era um super gato.

Hahuahuhauahau, desculpa amor... mas não podia perder a piada.

Te amo!! Beijão!!

Lucas Rodrigues disse...

Mas é praticamente isso que a mulher, dona do gato diz que o gato faz... Ele não faz "porra" nenhuma (desculpe o palavrão) e ela vem com esse papo... Me poupe! XD

Lucas

Lucas_Kiev disse...

^^
kkkkkk.

Deve ser sofrível.

Abraços!

Marcia Kupo disse...

só pq é um gato... aposto que se fosse um cachorro tu ia gostar do livro >.<

preconceito com os felinos!!

Postar um comentário