quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Redes Sociais e seu Valor

A sociedade discute muito essa questão da importância das redes sociais (como Orkut, Twitter, Facebook, blogs, videologs e etc), e percebe-se a que ponto chegamos nessa mistura de pós-modernidade e WEB 2.0. Numa época onde é tudo é cada vez mais veloz, precisamos ser sintéticos até mesmo na maneira de escrever, o que ainda é muito criticado por muitos, especialmente professores. Entretanto, o que esses novos recursos nos trazem de interessante? Respondo: construção colaborativa. Tanto o Orkut, os blogs e tantas outras ferramentas do mesmo gênero foram criadas com o mesmo intuito: troca de informação rápida. Podemos criticar (e muito) a questão de autenticidade e veracidade, mas é inegável a dimensão que viemos tomando no decorrer dos últimos anos. A conhecidíssima Wikipédia é o maior exemplo. Tornou-se tão abastecida de informações que agora possui revisores que dão uma cara mais “confiável” a muitos dos seus termos. É aí que eu acredito que entra o papel dos profissionais da informação. Não que eu pense que um dia possamos catalogar e organizar tudo que está on-line, seria utopia; mas se soubermos utilizar e extrair dessas ferramentas o seu melhor, será ótimo. Teremos informação rápida, sucinta e porque não, de qualidade. Bem como disse Moreno, bom conhecedor dessas áreas de construção colaborativa e WEB 2.0: “Para os bibliotecários, os blogs [por exemplo] vão além. Eles são ferramentas que servem para fazer aquilo que conhecemos muito bem: coletar, classificar e fazer a informação um produto acessível a todos”, concordo plenamente com ele. Redes socais não são o futuro, mas sim o presente; uma realidade a qual o bibliotecário não pode fugir, mas sim tirar proveito e assim ser um profissional mais completo.

Lucas Rodrigues

BARROS, Moreno Albuquerque. Blogs e Bibliotecários. [Rio de Janeiro] : UFF, [20--?].

0 comentários:

Postar um comentário