quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Filtro Bibliotecário

É incontestável, assim como vimos nas postagens anteriores, que a velocidade, a praticidade e o acesso à Internet estão causando grandes mudanças no nosso campo de trabalho. Afinal de contas, os bibliotecários estão em constante relação com a informação e o serviço de referência. Entretanto, esses avanços tem causado mais transtornos ou facilidades? Eu acredito que as facilidades são mais numerosas, mas não ignoro as dificuldades encontradas, principalmente, para o serviço de referência. Muita informação disponível na Web não é confiável, não é correta e “não existem avaliações prévias do que é disponibilizado. O acúmulo de informações sem relevância aponta para a necessidade de filtros que permitam a recuperação de informações de qualidade e com maior revocação” (TOMAÉL, et al., 2000?). Justamente é aí que entra a nossa atuação! Os bibliotecários não só são ótimos “filtros”, como devem exercer essa função, uma vez que estudamos para isso. Acabamos por localizar, avaliar e sintetizar a informação, o que acarreta na economia de tempo, capital e recursos. A principal fase nesse momento de seleção de informação da Web (principalmente em blogs) é a avaliação da credibilidade e pertinência. Como podemos fazer isso? É simples. Devemos analisar os erros de desenvolvimento das páginas e como a fonte se apresenta; perceber se existe cabeçalho com identificação da entidade ou pessoa responsável; se existem erros de escrita; se propõe uma estrutura que estimule a “troca”, a interatividade; se os links postados funcionam; se a pessoa ou entidade responsável tem credenciais para fazê-lo com propriedade e etc. Por fim, não podemos ignorar essas informações on-line, mas seria irresponsabilidade nossa tomar todas elas como verdadeiras ou fundamentadas. Precisamos, acima de tudo, ter critérios fortes e não ser levianos ao recomendar um blog ou um site.

TOMAÉL, Maria Inês; et al. Avaliação de Fontes de Informação na Internet: créditos e qualidade. Londrina : UEL, 2000?.

0 comentários:

Postar um comentário