quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Enchente Sensacionalista

Janeiro normalmente é um mês complicado para as minhas postagens, afinal de contas todos merecem umas férias. Contudo, ainda tento manter o blog atualizado. Hoje venho falar sobre as enchentes que andam assolando parte do nosso país. É de conhecimento de todos o que está acontecendo, uma vez que a mídia cobre os fatos, sejam eles aqui no Rio Grande do Sul, ou no Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina e etc. Muitas pessoas perderam as vidas, seus entes e/ou seus bens. Cidades inteiras foram praticamente destruídas, como no caso da cidade de Nova Friburgo na região serrana do RJ. Entretanto, o assunto de hoje não é propriamente as catástrofes, mas sim, o alarde causado pelas emissoras de TV em função disso. È claro que essa é uma das maiores tragédias naturais que afetaram nosso país, todavia, ficar vinte e quatro horas dando a mesma notícia é um absurdo! Às vezes até parecem que torcem para voltar a chover e haver mais caos para que assim possam ter mais audiência. Chega a ser sádica a maneira em que eles ficam contabilizando os mortos (de quinze em quinze minutos); muitas vezes as emissoras parecem não concorrer por audiência, mas concorrem como se fosse um “leilão” bizarro, onde a emissora que noticia o maior número de mortos, é a melhor. Não me entendam mal: acredito que isso seja importante e que precise estar nas telas de TV, até mesmo para conscientizar as pessoas a doarem ou ajudarem nesse caos. Mas a atenção exacerbada passa dos limites, por exemplo: ontem passei pelos cinco principais canais e todos falavam as mesmas coisas, reprisando as mesmas imagens de dois dias atrás, explorando as mesmas pessoas humildes que em lágrimas queixavam-se de perder tudo. Concluindo, já “enchente” o saco... Há outras coisas tão importantes quanto essa acontecendo no país e no mundo.

Lucas Rodrigues

0 comentários:

Postar um comentário