quarta-feira, 1 de junho de 2011

Kit Anti-homofobia

Só depois de algum tempo decidi me posicionar com relação ao famigerado “Kit Anti-homofobia”, o qual o Governo criou para inibir atitudes discriminatórias nas escolas pelo país. Vi pessoas comemorarem o fato do kit ter sido tirado de circulação. Sinceramente, eu vi os vídeos e não os achei ofensivos e desnecessários como muitos diziam. O que achei meio descabido foi o do transexual, mas não achei tão absurdo. O que me deixou pasmo foram alguns psicólogos e pedagogos que foram à TV dizer o tamanho disparate: “Estes vídeos podem fazer com que nossas crianças mudem sua orientação sexual e... blá, blá, blá!”. E o que é pior, as pessoas da TV e nas ruas (especialmente aquelas sem um pingo de discernimento) começaram a repetir esses absurdos. Desde quando um vídeo é capaz de mudar orientação sexual? Porque se fosse assim haveria tais vídeos aos montes para vender, pois o que não falta são pais insatisfeitos com as orientações dos filhos. As pessoas nascem assim, e sabem que são antes mesmo de saberem o que é sexo ou qualquer coisa do gênero. Na minha concepção, um vídeo de escola nunca será capaz de apontar a uma criança, ou adolescente, se ele deve ser homo, hetero, bi ou transexual. Me dói ver que qualquer ideia que ajude contra o preconceito seja rechaçada assim e que o Governo perca tanto dinheiro em função disso. A única coisa que considero um erro é essa gente infeliz na TV falando bobagem. Rezo pela alma deles (¬¬).

Lucas Rodrigues

0 comentários:

Postar um comentário