quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Formatura da Dayana

Não podia deixar de comentar um dos eventos sociais do ano: A Formatura do Platão! Para quem não sabe, Platão é um dos meus melhores amigos e é com ele que normalmente aproveito os dias de concursos de misses. No fim de semana passado, ele se formou em Matemática, pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) e, é claro, fui convidado para a solenidade e para a recepção. Estava tudo lindo! Como já dizia nosso amigo Evandro Hazzy: Ele estava "humildemente em ouro" (risos). E embora ele tenha “travado” um pouco na hora de falar, ficou nítida a emoção dele, que vibrou muito com a nossa torcida barulhenta. Com destaque ao palco, que estava igual ao do Concurso de Miss Brasil e a música excelente escolhida para a entrada dele! (XD) Muitas pessoas foram convidadas (uma ou outra não precisavam ter ido - ¬¬), mas tudo estava ótimo e posso dizer que fiquei muito orgulhoso do meu amigo, que carinhosamente chamo de “Dayana”... Falo isso, pois nada mais é que uma homenagem a uma das misses que ele mais gosta (essa de amarelo na foto, sendo aplaudida pela minha favorita Zana). Enfim, só venho dizer que a festa estava linda, que os convidados adoraram e que agora só me resta esperar para ver ele vibrar na minha cerimônia de formatura também!

Lucas Rodrigues

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Um Ano de Panda

Sabemos o quão difícil está preservar os relacionamentos nos dias de hoje. É fato, cada vez mais as pessoas se distanciam em função do trabalho, da vida acadêmica ou das atividades mais diversas... Contudo, há aqueles que conseguem manter bons relacionamentos e objetivam juntos uma vida cheia de conquistas. Fico feliz em fazer essa postagem, pois no dia 21 deste mês completei um ano de namoro com o Charles. Pode parecer pouco tempo, mas é tempo o bastante para conhecer parte da pessoa com quem pretendemos viver o resto da vida. Meu ano se resume em boas lembranças (mesmo sem muitas fotos), alegrias, uma ou outra briguinha (que todo casal tem), encontros com a família, amigos e etc. Mas o que é fundamental nisso tudo são as lições que se aprende e se ensina. Obvio que não vou esquecer nunca dos dias chuvosos assistindo Glee, Fringe, Game of Thrones e etc, ou até mesmo das longas viagens até Dois Irmãos para assistir concursos de beleza... (XD) “Pandiçes” à parte, foi um ano excelente! Que venha o segundo!

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Novos Alunos de HOGWUFRGS

Gente nova na FABICO! Bixos e bixetes por todos os lados! Posso dizer que me sinto renovado com isso, sabendo que pessoas novas e dispostas estão ingressando em HOGWUFRGS. Definitivamente, ainda que muitos lamentem, a maioria ingressante na Biblioteconomia é Lufa-Lufa, ou seja, gente que entra e sai da faculdade sem ser notado. Contudo, temos bons “Grifinorianos” nos representando, em especial as meninas. Acho que descobri minha sucessora, aquela que vai acabar fazendo as entrevistas nos trotes e que vai puxar o pessoal para dançar nos churrascos do curso e isso me deixa feliz. Claro que entraram pessoas na Corvinal também e sempre tem gente da Sonserina que, aliás, já ganhou uma menina que faz jus a sua casa (¬¬). Visto isso, naturalmente, o pessoal do verde e prata já olhou atravessado para o pessoal do rubro-dourado... Não adianta, é quase um instinto! (XD) Os opostos entram em conflito sempre, e posso dizer que pelos mesmos motivos que eu entrei quando ingressei na Universidade. Aguardem... Grandes confrontos de Grifinória x Sonserina à frente! Pena que desta vez eu acredito que eu só vá assistir... Ah, me sinto velho!

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Daqui Há um Ano

Tudo que começa, tem um fim... E é com esse pensamento que inicio meu último ano como estudante de graduação da UFRGS (ou HOGWUFRGS, como eu chamo). Realmente, muita gente reclama e fala absurdos dos professores, dos serviços, dos colegas, mas que no fundo vão sentir falta de toda essa função da universidade. Bem, é verdade que muitos voltam para se tornarem professores (não excluo essa possibilidade), mas a questão é que largar essa “mãezona UFRGS” é difícil. Deixar para trás toda a convivência social e os amigos coletados durante a trajetória acadêmica é complicado, pois sabemos que não nos veremos mais com tanta frequência. Deixar para trás a FABICO daqui há um ano, me deixa triste, mas também me deixa feliz, pois é uma etapa que chega ao fim. Iria me formar no fim desse ano, mas decidi protelar para o meio do ano que vem. Desta forma, poderia aproveitar mais uma porção de coisas, entre elas: mais um trote, mais um EREBD (em Florianópolis, aliás), mais um eleição para o CABAM, mais tempo para a implementação do trabalho de conclusão e etc. No fundo, é bem a Síndrome de Peter Pan, a gente não querer crescer e deixar os amigos e os bons momentos para trás... Mas a gente cresce, tem responsabilidades e aprende a fazer novos amigos na função das novas lídias. Melhor ainda é quando olhamos para trás e temos a sensação de dever cumprido e de que deixamos nossa marca no ambiente e nas pessoas com que convivemos.

Lucas Rodrigues