quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Telejornalismo, isso?

Na Era da Liberdade de Expressão e da fácil transmissão de informação, fica difícil filtrar aquilo que é bom e o que nocivo para nós. Contudo, algumas coisas na TV são estupidamente ruins para quem assiste. Convenhamos, gostos à parte, que o telejornalismo de hoje está péssimo, em especial estes no horário do almoço. Apresentadores demagogos, gritando e falando as barbaridades que acontecem pela cidade, se dizendo porta-vozes do povo e detentores da moral, ou seja, realizadores do que eles chamam de “Jornalismo Verdade”. Não concordo que o telejornal tenha somente que abordar assuntos funestos, como: quantas mortes ocorreram na vila “X”, ou que o filho agrediu o próprio pai, ou que vizinhos se agrediram por causa de um pé de jaca... (¬¬) Isso não é notícia! Sabe o que é pior, são as pessoas que se utilizam da salvaguarda: “Mas essa é a realidade... Eles tem que mostrar!” Eu sei que esta é a realidade, todo mundo sabe, mas eu não preciso ver isso em todos os canais, especialmente na hora do almoço. Acredito que notícia seja tudo de novo e de diferente que acontece na sociedade: eventos, festivais, entrevistas com especialistas, comentários esportivos, previsão do tempo, reinvindicações sem “espetáculos circenses” e etc. Não precisamos de mais apresentadores gordos, bancando os indignados e fazendo um desserviço a comunidade com suas “versões” sobre aquilo que acham verdade. Isso é sensacionalismo... Isso é o que mais detesto na programação da televisão brasileira.

Lucas Rodrigues

2 comentários:

Charles disse...

Aí, amor... Senti uma maldade tua em relação a "família Sônia Abrão"... A precursora do jornalismo verdade!

Beijo!

Lucas Rodrigues disse...

Ahhh, mas a Sônia Abrão pelo menos é caricata... XD

Postar um comentário