segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Natal dos Descrentes


E mais uma vez é Natal! Época linda, minha favorita no ano para falar a verdade. Principalmente, Natal é período de reflexão, onde as pessoas fazem uma espécie de “resumo” do que passaram no ano (ou talvez, no que passaram durante a vida). É comum pessoas criticarem as festividades alegando que Natal é mais uma festa criada pelo Capitalismo a vim de fazerem as pessoas comprarem e consumirem mais... Talvez seja isso mesmo. Contudo, duvido que essas mesmas pessoas fiquem infelizes ao receberem seus presentes à meia-noite. Acho uma hipocrisia sem tamanho! Todos nós gostamos de ganhar presentes, todos nós gostamos de sentarmo-nos à mesa junto à família, nem que seja para dividir o pouco que se tem. Sim, muitas pessoas sentem por aqueles que talvez não tenham o que compartilhar ou presentear essa noite e é aí que exercemos a solidariedade, a caridade, pelo menos essa vez no ano. Descrentes dirão: “Do que adianta ser solidário durante o Natal? É necessário ser assim o ano todo!” E eu concordo! Todavia, as mesmas pessoas que dizem isso podem nunca ter ajudado ou simplesmente alegam não ter tempo para algo assim. Eu mesmo não ajudo o quanto gostaria, mas não faço esse tipo de discurso demagógico. Acredito, em meu otimismo, que antes as pessoas serem solidarias uma vez no ano, do que não serem em momento algum. Temos que nos dar conta que talvez, mesmo uma data voltada para o consumo, faça as pessoas serem mais solidárias, reflexivas, mas crentes em futuro melhor... Mesmo que seja por um dia. Digo isso, pois independentemente do Deus que se acredita, todos eles pregam amor e compaixão. Acreditar no Espírito de Natal e fazer o bem é mais que uma tradição, é uma necessidade. Feliz Natal a todos!

Lucas Rodrigues

domingo, 23 de dezembro de 2012

Em Chamas


Viciante! Essa é a palavra que descreve a trilogia dos Jogos Vorazes de Suzanne Collins. Acabei de ler o segundo volume da coleção: Em Chamas (Catching Fire). Um livro excelente, superando o primeiro, que já era bom. Essa segunda parte continua contando a história de Katniss Everdeen e Peeta Mellark após os Jogos Vorazes da autoritária Capital. Conta com é a sua vida no retorno ao Distrito 12 e como o presidente Snow faz de tudo para conter ameaça iniciada na região dos carvoeiros. Suzanne Collins faz a perfeita mistura entre uma história bem construída e envolvente, com uma critica ácida não somente a sociedade, mais também a desigualdade social. Ela acrescenta também um tom de revolução, romance e reality show e o resultado é fantástico. A personagem principal ainda não me cativa como eu gostaria, mas a minha antipatia por Katniss diminui neste trecho da história. Acho que as dúvidas dela e a falta de confiança nas pessoas, assim como a falta de senso e tato dela para lidar com as situações me incomodam. Entretanto, sou encantado com Peeta, que de longe é meu favorito. Me identifico muito com ele, adoro sua postura, seu amor incorrigível e inesgotável, seu caráter e sua facilidade com palavras, argumentos e capacidade de convencer as pessoas. Li este livro (de mais de 400 páginas) praticamente em um dia, e minha única tristeza é que ainda não tenho o último livro da trilogia. Leiam e tirem suas conclusões.

Lucas Rodrigues

sábado, 22 de dezembro de 2012

Jogos Vorazes


Há tempo que não recomendo um livro e hoje venho trazer uma ótima sugestão: Jogos Vorazes (The Hunger Games), de Suzanne Collins. Conta a história de Katniss Everdeen, uma jovem arredia que perdeu o pai cedo e se vê no papel de mantenedora de sua pobre família no Distrito 12, que é subordinado a grande rica Capital. Ela se sacrifica pela irmã e é enviada com Peeta Mellark para os conhecidos Jogos Vorazes, onde eles enfrentaram 22 outros adolescentes, onde é matar ou morrer e somente um sobrevive. Muitas pessoas se lembraram de mim quando leram o livro e me sugeriram, pois é muito semelhante a um concurso de beleza, só que misturado com brutalidade. Francamente, a personagem principal não conquistou minha simpatia no começo, fiquei imparcial no meio e detestei ela no fim. Desconfiada ao extremo, faz com que eu adore Peeta Mellark. Mesmo assim, a história é bem marcante e prende muito a atenção. Achei uns erros de digitação no livro e um erro de continuidade, mas em nada prejudicam o prazer em ler este livro. Jogos Vorazes: a mistura perfeita entre concursos de Miss, batalha de gladiadores, reality show e noções desigualdade social. Recomendado!

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Fim do Mundo


Não se fala em outra coisa nessa última semana: o Fim do Mundo. De acordo com algumas pessoas, o apocalipse acontece hoje às 21h, devido ao fim de um ciclo proposto pelo calendário Maia. Muitos acreditam nisso em função do alinhamento dos planetas e o Sol. Documentários se repetem na TV, revelando os motivos para o mundo acabar e o que os crentes nesse evento estão fazendo para se proteger. É fato que a maioria dos historiadores e entendedores da cultura Maia não credita nada do que falam em relação ao fim dos tempos. Eles afirmam que o calendário e os escritos afirmam unicamente que é o fim de um ciclo, apenas isso, não há nada relacionado ao fim do mundo. Eu não acredito que nada acontece hoje, e se um dia acontecer, ocorrerá num dia inesperado. Isto é o que venho suscitar discussão: o destaque que isso tem e os efeitos que provocam nas pessoas. Digo isso, pois a Imprensa dá uma cobertura massiva (o que não é completamente errado), contudo, existem pessoas realmente alarmadas com isso. Como todos sabem, eu tenho crianças em idade pré-escolar em casa e ontem percebi um deles chorando. Quando fui perguntar porquê, ele comentou que estava com medo do fim do mundo, de morrer e de tudo mais que ele viu em noticiários na TV: coisas como andas gigantes, labaredas solares sobre a Terra, Cavaleiros do Apocalipse e etc. Tive que conversar e explicar um porção de coisas até acalmá-lo. A maioria das pessoas não acredita, mas eu fico pensando nas pessoas que não tem essa “barreira crítica”, como crianças, idosos, pessoas com menos educação, que consideram verdade tudo aquilo que veem na TV, na Internet, no jornal e no rádio. E isso também se reflete em outros assuntos da sociedade. Devemos ser mais críticos e menos crentes em tudo que temos contato, especialmente numa era de excesso de informação e de desinformação. Aproveitem que mundo não acaba hoje e aprendam a aperfeiçoem criticidade. Também aguardem o próximo “Apocalipse” que já data também e será em 2016. Até lá, se divirtam assistindo The Walking Dead, pois esse é o mais próximo disso que vocês terão.

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Miss Universe 2012


Ontem aconteceu o concurso de Miss Universe 2012, que ocorreu em Las Vegas, Nevada, nos Estados Unidos. Esta foi a 61ª edição do certame que reuniu 89 candidatas ao título de mulher mais bela do mundo. Estava tudo muito bonito, em especial o palco nevado e decorado em alusão ao Natal. As músicas estavam boas também. Leila Lopes coroou sua sucessora, Olívia Culpo (foto), Miss USA. Após um jejum de 15 anos, os Estados Unidos fazem mais uma vencedora em casa. Francamente, o resultado não agradou a mim e a muita gente no mundo. Digo isso, pois o vestido não era bonito, sua resposta foi simples e ela cometeu erros de entrada e inclusive escorregou uma vez. Já a brasileira Gabriela Markus foi mais longe do que se imaginava e chegou ao TOP 5, ficou nervosa na hora de responder (assim como a tradutora dela, que também gaguejou para piorar as coisas). A Miss Brazil mereceu mais que o quinto lugar, mas quem ficou acima dela foram: Miss Australia (linda, linda! – mas ela foi a primeira a entrar de traje de gala, e a maldição a pegou), Venezuela e Philippines (que acredito ter sido roubada nesse ano – Filipinos devem estar odiando nesse momento). Uma das minhas favoritas, Miss Kosovo, Diana Avdiu ficou no TOP 16 e acho que foi de bom tamanho para ela, uma vez que não estava em plena forma. No mais, o concurso estava excelente (tirando o resultado) e assisti em ótima companhia. Ressalvas aos comentários estranhos de Adriane Galisteu, Rayanne Morais e o estilista Rafael Mendonça (que não gostou de nenhum vestido – embora ele estivesse ridículo). Espero que Olívia Culpo faça um ótimo (e curto) reinado e que venha 2013!

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Diana Avdiu


É hoje! Miss Universo 2012 direto de Las Vegas! Como de costume, estou acompanhando e me preparando para dar meus palpites desse ano. Irei me reunir com os amigos para assistir a transmissão pela TV Bandeirantes, às 22h40min. O único problema vai ser aguentar as gafes e deslizes da Adriane Galisteu, acompanhada de ninguém menos do que Rayanne Morais, atual Miss Rio de Janeiro, mulher do Latino, que causou polêmica esse ano. Fora isso as candidatas estão boas, pois fica difícil decidir um TOP 25. Claro que existem aquelas pobres coitadas que não faram nem TOP 60, mas o que se pode fazer? Minha torcida esse noite vai para Diana Avdiu (foto), 19 anos, nascida na Pristina, capital do Kosovo. Ela representa seu país na quarta participação deles no certame. Diana é modelo desde os 15 anos e possui a bela exótica que inerente as minhas candidatas kosovares: lábios fartos, olhos expressivos, cabelo em coque e etc. Ela já venceu Miss Fotogenia e espero que faça bonito na noite de hoje. Nossa representante é Gabriela Markus, gaúcha de Teotônia, que tem fracas chances ao título, pode ser surpresa... Ou uma "zebra" se preferirem. Meus palpites principais são: Miss Kosovo (é claro!), Venezuela (sempre bem cotadas), Puerto Rico (afetada, mas com “peso” no nome da sua faixa), Mexico, USA (dona da casa e sempre forte norte americana), Czech Republic, South Africa, Australia, El Salvador, Ecuador, Korea, Poland, Netherlands e por aí vai... Espero que esse seja um ótimo concurso e que a Márcia me dê sorte e Diana Avdiu chegue, no MÍNIMO, no TOP 5. Bom concurso a todos, afinal esse é o último antes do fim do mundo (Risos)!

Lucas Rodrigues

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Viagem de Catamarã


Hoje foi um dia bem divertido e pude aproveitar para dar um passeio com a queridíssima Taiany Schmitt. Conversamos, comemos sushi (que nós dois adoramos) e depois ela me levou para conhecer o catamarã: que é a embarcação que faz o transporte de Guaíba/Porto Alegre e vice-versa, atravessando o nosso "Rio" Guaíba. Adorei o passeio! O translado tem duração de aproximadamente vinte minutos e podemos ter uma vista linda das duas cidades, especialmente numa tarde como a de hoje, com um dia ensolarado. O calor incomoda um pouco, mas o ar-condicionado do catamarã proporcionado bastante conforto. Especialmente a estrutura das estações que é ótima e que será estendida para a zona sul de Porto Alegre. Recomendo a quem quiser fazer algo diferente e ter uma perspectiva nova da nossa cidade.

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Miss RS 2013


Neste sábado aconteceu o concurso Miss Rio Grande do Sul 2013, que foi realizado no Araújo Vianna em Porto Alegre. Depois de muitos anos acertando na execução do evento, a organização realizou cerimônia fraca e mal organizada. O palco estava horrível, com pouca decoração. Eles se propunham a fazer um cenário com tema “Califórnia”, que foi uma vergonha, pois só colocaram duas palmeiras falsas no palco. A seleção de músicas foi terrível, embora sendo clássicos do cinema, em nada se adequavam as seletivas no traje de banho traje de gala. A TV Bandeirantes errou como nunca na transmissão, entrando antes da hora e deixando a apresentadora, Adriane Galisteu, olhando para o nada; a equipe perdia o timing todo momento e o enquadramento de câmera. Os comentaristas foram indelicados ao fazer referências aos vestidos de algumas das candidatas e mostravam um conhecimento bem raso sobre concursos de Miss. Em meio a isso, em minha opinião, se destacou a linda Miss Pelotas, Taíse Rodrigues Dias, contudo, a vencedora foi a Miss Passo Fundo, Vitória Sulczinski Centenaro (foto), que foi coroada pela Athena Cunha, segunda coloca ano passado. Isso aconteceu, pois a Miss Rio Grande do Sul 2012, e atual Miss Brasil 2012, está em Las Vegas se preparando para o evento do Miss Universo 2012 que ocorrerá dia 19 de dezembro. Não gostei da vencedora, achei ela bonita de corpo, mas com um nariz feio. Já digo de antemão: esqueçam o tri campeonato ano que vem! No mais, não gostei do concurso e fiquei frustrado. Agora é aguardar o Miss Universo e esperar por alegrias maiores.

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Saudades da Infância

Nostalgia é algo que muitas pessoas sentem ao olharem para o passado e perceberem o quanto eram felizes; muitas vezes, sem ter metade daquilo que tem hoje em dia. Sofro desse mal, pois sinto que no passado os dias pareciam mais longos, as risadas eram as melhores, os dias não pareciam tão quentes (e insuportáveis como hoje - ¬¬)... Talvez seja porque crianças não tem obrigações tão rígidas como as dos adultos. Refleti sobre isso essa semana, e postei fotos minhas junto com colegas do Jardim de Infância (em 1992). Fazer isso fez com que mergulhasse num universo perdido há mais de 20 anos atrás e isso é um pouco desconfortável, pois percebi o quanto as coisas mudaram e o quanto envelheci neste tempo que passou. Cada um desses colegas seguiu sua vida: cresceu, namorou, casou, teve filhos, estudou, viajou, trabalhou... Ou seja, seguiu o rumo da vida. É uma ótima experiência esse retorno e olhar com carinho as lembranças. Acredito que muito do que somos hoje, se deve em parte a cada lembrança que tivemos. Saudades dos vizinhos, das tardes com jogos de vídeo game, das amizades que nunca teriam fim, ou talvez, dos fins de semana intermináveis à beira da piscina brincando... Intermináveis que terminaram... Recordações de uma época sem retorno. Agora cabe a nós, pessoas maduras de quase 30 anos, dizer: “As crianças de hoje não são como as de antes... Porque no meu tempo...” E de repente são mais 20 anos passando, e nós, já com nossos filhos, nem perceberemos que mais um Natal está aí, acompanhado de mais um Ano Novo, trazendo a carga nostálgica dos anos dourados que não voltam mais.

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Pena de Morte


A vida é composta por pessoas que praticam o bem, outras que praticam o mal. Nós somos reflexos de nossas escolhas. Contudo, alguns indivíduos conseguem fazer escolhas totalmente equivocadas e trazem infortúnios a si mesmos e a terceiros. Estes por sua vez são privados de sua liberdade (ou pelo menos deveriam), de acordo com a Lei. Baseadas no nosso péssimo sistema prisional, que não recupera os detentos, são comuns as pessoas que se dizem a favor da pena de morte no Brasil. Me pergunto, que tipo de pensamento seguem esse que acreditam nisso? É claro que temos penitenciárias cheias, com condições subumanas e que funcionam como “faculdades” de ensino ao crime, custando milhões aos cofres públicos. No entanto, acredito que pena de morte não resolve o problema, muito pelo contrário, aumenta. Imagine o cenário na qual alguém seria condenado à morte e após a execução se descobre que a pessoa é inocente... Seria irreversível! Isso acontece aos montes com a Justiça brasileira e se sabe bem disso. Reduziríamos acusados, mas com certeza uma boa parcela sequer seria julgada da forma adequada. É muito fácil criticar autoridades e dizer: “Matem todos!” (Afinal de contas isso se faz deste a história antiga). Todavia, se o Governo investir em sistema prisional fazendo cadeias melhores, haverá aqueles que criticariam e diriam  “Por que não fazem hospitais, escolas?! Vagabundo tem que morrer!”. Este é um problema crônico que, no meu posto de vista, seria resolvido se anteriormente fosse investido em educação. Por favor, não me entendam mal... Não sou o melhor defensor dos direitos humanos, nem quero que adotem um bandido em suas casas, mas acredito que o único que pode tirar a vida, foi aquele que nos deu... Homem nenhum tem o direito de julgar ou sentenciar a vida do outro. Faço minhas as palavras do sábio Gandalf: “Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém à morte. Pois mesmo os muito sábios não conseguem ver os dois lados". Pensem nisso.

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Ser Perfeito

De acordo com diversas definições, "Perfeição" é a qualidade daquele que é completo, ou caracteriza um ser ideal que reúne todas as qualidades e não tem nenhum defeito. Muitas pessoas buscam perfeição em diversas áreas, seja ela na arte, na ciência, no amor, na vida e etc. Mas será que alguma delas realmente a alcançou? Eu mesmo já ouvi coisas como: "Tu queres sempre ser perfeito!", como se isso fosse uma crítica, e francamente, que mal há nisso? Todos, mesmo que secretamente queremos ser prefeitos em alguma coisa, em alguém aspecto. Claro que não conseguimos alcançar nosso máximo, pois "perfeição" é utopia. No entanto, nada impede que as pessoas possam fazer mais e melhor. O que percebo é que muitos indivíduos se apoiam no argumento: "Não sou perfeito" e se utilizam dele para justificar sua morosidade, sua falta de caráter, suas fraquezas. A questão é que somos dicotomicamente criados para sermos perfeitos imperfeitos, pois ao mesmo tem que podemos fazer tudo, podemos não alcançar absolutamente nada (se não quisermos). O que venho suscitar reflexão hoje é que perfeição não está somente em atingir o suprassumo de quaisquer atividades, mas sim está em dar o melhor de si sempre.

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

O Bom Filho a Casa Torna


Sempre bom fazer exercícios, não é mesmo? Neste dia 21 troquei de academia e voltei para a Du Corpo, academia onde comecei meus treinos já há muitos anos atrás. Fiquei feliz e pude reencontrar amigos, entre eles o Jean Silva, Mister UFRGS 2010, que hoje disse: “A abelha rainha está de volta!”. Ele comentou que as pessoas costumam se reunir ao meu redor em prol de algum objetivo, assim como fazíamos na academia anterior na qual frequentávamos. Lógico que fiquei feliz com isso, quem não ficaria? Reencontrei também o Alejandro Nunes, que fazia parte do Seven Boys quando concorremos juntos no último setorial de dança. Estou bastante entusiasmado como jamais pensei que estivesse. Fiz novos amigos e voltei às aulas de dança. E melhor ainda, Ícaro Medici, Mister UFRGS 2003, pelo visto vai se juntar a nós nesta “festa”! Vejo a velha formação do Seven Boys em atividade de novo! Espero também que o coração não me deixe na mão, pois quero impressionar o médico com bons resultados acerca da minha saúde. No mais, é isso: exercite-se!

Lucas Rodrigues

domingo, 7 de outubro de 2012

Via Imperatore


Há algum tempo eu não recomendo um bom local para comer. Ontem, no aniversário da queridíssima Raquel Dienstamann, conheci um maravilhoso restaurante. Com uma comida digna de reis e rainhas, num clima totalmente colonial, pudemos degustar o melhor do Restaurante Via Imperatore, na Rua da República, 509, na Cidade Baixa em Porto Alegre. O local é tipicamente italiano e oferece as melhores comidas do sul da Europa: massas, grelhados, antepastos, queijos, vinhos e etc. Relativamente novo, o estabelecimento foi aberto em junho de 2004, mas desde 2006 é reconhecido como um dos melhores restaurantes de Porto Alegre. Com estacionamento próprio e ambiente climatizado, não se pode se queixar de nada. O atendimento é ótimo, assim como a localização. Recomendo muito o lugar. Quem tiver a oportunidade de frequentar, o faça. Segue o site para quem quiser conhecer ou fazer reservas: Site! Aproveitem!

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Morte do Tatu-Bola


Impossível não me pronunciar com relação à destruição mascote da Copa que estava no Largo Glênio Peres em Porto Alegre. Para quem não sabe, mais de 200 manifestantes entraram em confronto com a polícia na noite de ontem (04/10), furando o boneco inflável do Tatu-bola e resultando em feridos de ambos os lados e viaturas depredadas. Minha opinião sobre isso vocês já devem imaginar. Sou contra qualquer tipo de protesto, especialmente estes que envolvem violência e depredação. A pergunta que eu faço a quem fez a “manifestação” é: Mudou alguma coisa? Estragar o boneco, que era diversão de crianças e que promovia a Copa na nossa cidade, resolveu algo? Pessoas que apoiam essa atitude dos manifestantes alegam que era uma manifestação pacífica e etc... Por favor, ninguém acredita nisso! Nem vocês mesmos. É o mesmo tipo de manifestação “pacífica” que destruiu o Relógio dos 500 anos, quem lembra? O que me surpreende é que esses manifestantes criticam a ocupação do espaço público por empresas privadas, chegam a dizer que isso ameaça a democracia... Gente, era só um boneco e que sairia dali logo em seguida. Para mim, ameaça à democracia é um grupo de poucos (digo poucos, pois a destruição do boneco era vontade de uma minoria em Porto Alegre) ocuparem a praça e fazerem a SUA VONTADE. Entendam que a população não apoia ações eleitoreiras, truculentas, violentas e que depredam espaços, sejam eles públicos ou privados. De fato, estes “estudantes” fazem isso para se sentirem mais úteis na sociedade, como transformadores/revolucionários... Isso é muito bonito, quase compreensível, mas hoje em dia há maneiras mais efetivas e mais coerentes de expor e seguir ideias e ideais. Parem de achar que estamos na década de 60, e ao invés de anularem seus votos nesse fim de semana, votem conscientes... “Não há candidatos honestos e blá, blá, blá” – Então, meus caros comunistas de sofá, candidatem-se, afinal vocês devem ser as únicas pessoas corretas na face da terra, o país/estado/cidade precisa de vocês (¬¬).

Lucas Rodrigues 

domingo, 30 de setembro de 2012

Miss Brasil 2012


E aconteceu na noite passada o concurso de Miss Brasil 2012. Como comentei na postagem anterior, fui assistir com os amigos na casa da Márcia Pinheiro. Nos divertimos bastante! A transmissão do evento estava ótima e até mesmo a Adriane Galisteu não cometeu muitas gafes (acho que a morte da Hebe Camargo contribuiu para isso). Felizmente a Rayanne Morais não levou a coroa, para delírio de todos na casa quando ela não se classificou para o TOP 7. Todos aprovaram a vencedora, pois ela é Gabriela Markus, 23 anos, representado o nosso estado, Rio Grande do Sul. Em minha opinião ela não era a mais bonita, contudo era uma das mais preparadas. Minha favorita era a do Rio Grande do Norte, que ficou em terceiro lugar; já a segunda colocada foi de Minas Gerais, era feia. Gabriela Markus foi abraçada pelas outras misses o que demonstrou muito carisma dela durante o evento. Esperaremos ansiosos o concurso de Miss Universo que será dia 19 de dezembro, no qual promete muito. Assistiremos juntos na casa da Márcia novamente. Aguardem...

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Véspera do Miss Brasil 2012


Neste sábado, dia 29, acontece o Miss Brasil 2012, na sua 58ª edição, onde será eleita a nossa candidata ao Concurso de Miss Universe 2012 que acontece em dezembro em Las Vegas. O evento ocorre em Fortaleza no Ceará e será transmitido pela TV Bandeirantes às 22h, apresentado pela (enfadonha) Adriane Galisteu e o ator Sérgio Marrone. Neste dia se encerra o maior e um dos mais conturbados reinados, o de Priscila Machado, eleita sob vaias ano passado, representando o nosso estado do Rio Grande do Sul. Muitos dizem que ela teria comprado o certame regional e o nacional, e ainda teria sido privilegiada no Miss Universe 2011 (no qual ela ficou em 3º lugar – injustamente, é claro). Nossa representante é Gabriela Markus (foto) esta que nos representa bem e que com certeza fará TOP 15. Contudo, todas as atenções estão voltadas, para a miss já “reciclada” Rayanne Morais (2º lugar no Miss Brasil 2009, representando Minas Gerais). Ela foi eleita este ano de forma duvidosa pelo Rio de Janeiro... Houve protestos como: misses abraçando somente a segunda colocada; invasão do palco, tapa na cara da vencedora e etc. Ela é atualmente a namorada do cantora Latino, e há quem diga que o namorado teria comprado a coroa para Rayanne. Torço contra ela, minhas favoritas são: Amazonas, Distrito Federal, Paraíba, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul (parte bairrista falando). Claro que a dona da casa (Miss Ceará) fará TOP, assim com Rayanne. Esperamos que o evento seja bom, ainda mais, pois vou acompanhar com os amigos na casa da Márcia Pinheiro, ou seja, certeza de que vai ser ótimo! Informações sobre o concurso e as candidatas no site do Miss Brasil.

Lucas Rodrigues

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Discurso para o Rei

A festa se foi, mas para mim as palavras de carinho continuam. Vou transcrever aqui o discurso da Daniele Ferrari que me emocionou tanto: “As palavras nem sempre expressam tudo o que gostaríamos dizer... Vou tentar! Para começar precisamos ser sinceros quando nos referimos a alguém muito importante: Tu Lucas! Dizemos isso a todos os presentes com grande orgulho, pois foi uma pessoa que fez com que o grupo de amigos reunidos aqui esta noite, comemorando juntos contigo uma conquista tão importante, crescesse e permanecesse sempre alegre, forte e unido com o passar do tempo, apesar de todas as dificuldades e diferenças. Não temos como pensar no curso de Biblioteconomia sem lembrar-se da pessoa que sempre esteve ao lado de todos os seus ‘bixos’, procurando a cada semestre agregar mais personagens a nossa tão complexa e bonita ‘comédia’. Um amigo sempre disposto a colocar-se à frente de tudo e todos para o bem do grupo – não há dúvidas de que sempre fostes, e continuará sendo, uma boa pessoa e o elo que une este grande grupo. Mesmo parecendo poucos os momentos que passamos juntos, sejam eles tristes, felizes, cansados, estressados, com fome, frio, calor e todos esses sentimentos e sensações que fazem a vida ter graça, foram muito importantes. Mas é chegada a hora de afastarmo-nos um pouco, fisicamente é claro, pois esse é o seu momento: o de brilhar! Essa nova fase da tua vida será ainda mais linda e importante, é a partir de agora que você colocará em prática tudo que aprendeu durante esses anos de curso. Desejar sorte para você não será necessário, porque sabemos que, além da paixão pela profissão, você possui a garra e determinação inegáveis, as legítimas garras de um poderoso ‘leão’. Seu sucesso será somente uma questão de tempo e uma grande inspiração para todos nós. E chega de falar, como eu já disse, esse é o seu momento de brilhar... Um momento digno... O momento em que o rei recebe a sua coroa...” E depois disso o bibliotecário aqui se esvaiu em lágrimas!

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Formatura do Século


E finalmente tudo aconteceu... Depois desses últimos anos na faculdade, depois de tantos trabalhos, depois de ter feito tantos amigos, depois de tudo... Meu tempo na UFRGS como graduando chegou ao fim. Neste dia 08 de setembro, às 14h, compus o mais novo grupo de bibliotecários apresentados à sociedade. A cerimônia foi excelente e bastante compacta, sem grandes enrolações. Fui orador e pude expressar minha alegria de sê-lo. Recebi elogios, abraços, beijos, presentes e desejos de um bom futuro. Este é aquele momento em que se deixa para trás um ciclo e se inicia outro com novas conquistas, novas pessoas, novas lídias. Ter entrado na UFRGS para mim foi uma experiência incrível: o conhecimento adquirido, ser Mister, concorrer ao Centro Acadêmico, os Encontros de Estudantes, apresentar todos os trotes desde que entrei, participar dos eventos, estar junto daqueles que serão sempre mais que colegas, serão amigos. Estes mesmos amigos e família estiveram também comigo na minha recepção de formatura, esta que vinha organizando há mais de seis meses. Tudo estava perfeito e a meu gosto: a comida, a música, os convidados, o lugar, as fotos, as homenagens... Ah! As homenagens...  Uma delas foi um vídeo idealizado e criado pelo Marlon Laurencio que traduziu toda a união e carinho entre os amigos que fiz na faculdade, resultado em um trabalho lindo e muito profissional (Assista Aqui). A outra foi feita por toda a Grifinória, que reunida me emocionou e fez com que todos no salão sentissem a minha alegria. Sob as palavras da Daniele Ferrari, mais de vinte e cinco pessoas colocaram suas coroas e ao som de “Boa Noite Vizinhança” (do seriado Chaves) eu fui coroado, ganhando uma linda e longa capa vermelha e dourada, assim como um cetro e um bonito quadro com dedicatórias e assinaturas. Só de lembrar me emociono... Saibam que vocês que estiveram ao meu lado naquele momento tem mais que meu respeito, meu carinho... Tem minha amizade! A eles e a todos os demais que lá estiveram comigo, saibam que sou grato pelo apoio e por me fazerem sentir sempre uma pessoa especial... Não seria nada sem vocês... Obrigado!

Lucas Rodrigues

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Exposição da Barbie


Hoje eu venho recomendar! Vocês sabem que eu adoro Barbie... Sim é a boneca (XD). Ela foi criada em 1959 por Ruth Handler e tem esse nome como uma homenagem a sua filha Bárbara (Barbie). É um dos brinquedos mais famosos do mundo e favorito de muitas meninas (e meninos também - Risos!). Sempre gostei da Barbie em função dos vestidos, cabelos e tudo mais. Para quem é fã de concursos de beleza, gostar de Barbie é fácil, fácil... De qualquer forma, venho convidar a todos para visitarem a coleção em exposição no Praia de Belas Shopping, com 64 bonecas de edições limitadas que retratam a moda de forma divertida e inovadora, para admiração de todos os públicos. A amostra é gratuita e ficará disponível para apreciação até o dia 26 de agosto. Se gosta de Barbie, passe lá e divirta-se!

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Eventos Esportivos do Brasil: a realidade


Diversas vezes vocês já me viram defender a realização da Copa e a das Olimpíadas no nosso país. Há aqueles pessimistas que acham que tudo será um fracasso e que nada vai dar certo: pode ter certeza, estes não vão se mobilizar para nada, mas mesmo assim vão assistir de modo confortável esses eventos. O povo brasileiro tem um sério problema de estima: se acham incapazes de fazer qualquer coisa direito, contudo, se gabam de serem “espertos” e de sempre levar vantagem em tudo, confesso que não entendo isso. Tenho certeza de que nem tudo será perfeito nesses eventos (haverá erros) o que é aceitável, uma vez que somos acostumados a deixar tudo para última hora, realizando assim ações mal feitas. Claro que aí viram aqueles, os típicos “eu reclamo de tudo” que culparão os políticos que roubam e que não tem investimento para educação, saúde, mas tem para eventos esportivos e blá, blá, blá... (¬¬) Essas pessoas acham bonito falar e falar, mas o que efetivamente fazem pelo seu país, pelo seu estado, pela sua cidade, pelo seu bairro que seja? Resposta: não lavam nem a louça em casa. Acho piegas criticar eventos dessa magnitude e que trarão investimentos e que forçará o governo a investir em infraestrutura e turismo. Existem atrasos? Sim, é a típica morosidade brasileira; existirá quem reclame? Sim, sempre vai haver quem reclame; se vão assistir a esses eventos? Há quem diga que esses eventos não são para o “povão” (talvez nem todos consigam ir e isso é uma realidade), mas quem mais vejo reclamar e se importar com isso é a classe média fazida que vai conseguir ir aos jogos, reclamando como se fosse marginalizado... “Posers”! Falo isso, pois as mesmas pessoas que hoje criticam a Copa e as Olimpíadas pela Internet, são as mesmas que vão postar fotos de ingressos e festas feitas nas arquibancadas. Isso é, no mínimo, lamentável.

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Contagem Regressiva


Pôxa! Faz tempo que não escrevo algo aqui. Mas agora, com a função da formatura chegando ao fim, poderei me dedicar novamente ao blog e todos os assuntos polêmicos e sugestões de sempre. O assunto nesses últimos meses foi formatura e a festa seguinte. Nas postagens anteriores eu ainda estava atordoado com trabalho de TCC e tudo mais; que, aliás, fui aprovado com conceito “A”, sendo orientado pela excelente professora Helen Rozados e recebendo o aval da minha inspiradora Jussara Santos. Agora é só felicidade e tudo esta correndo de acordo com o cronograma estipulado pela minha mãe e eu. Hoje escrevi o discurso de formatura e sinceramente espero fazer bonito no próximo dia 8/9. Voltando às atenções para a festa/baile de formatura, saibam que agora estou aproveitando a organização, uma vez que quase tudo já esta encaminhado. Estou muito empolgado! Que venha a formatura do século!

Lucas Rodrigues

quinta-feira, 3 de maio de 2012

XIV EREBD Sul : a despedida


Tudo tem um ciclo, que começa, se desenrola e acaba. Eu estou encerrando meu ciclo na UFRGS e por consequência, meu tempo como estudante em encontros regionais. O EREBD (Encontro de Estudantes de Biblioteconomia e Documentação) aconteceu em Florianópolis nesses últimos dias (28/4 a 01/5). Aproveitei muito, pois foi o meu último encontro como estudante (até porque pretendo continuar indo como profissional). A viagem foi boa, com gente divertida, comida, bebida e tudo mais que um jovem pode querer. Acima de tudo este encontro foi excelente, porque estive entre amigos, estes que me fizeram rir do início ao fim da jornada. Dentre eles estão: Daniele (a sedutora), Rafael e Sara (casal 20 da UFRGS), Gabriele (a exterminadora de negros cariocas e "vizinha"), Marluce (a explode colchão - a melhor de todo evento), Jéssica Munhoz (entidade agasalhada do alojamento), Giuliano (morre + vai pro beleléu), Ketlyn (come!), Jeanne (em cima da Saveiro), Arthur (Potter pegador), Marlon (luta de macacos), Michael ("O povinho feio!"), Amanda (do Michael), Thales (nadega direita com Game Boy), Sandro (Ace Ventura), Jéssica Motta (Gadu / Soco no Bruno), Bruno (dorme!), Helen (pequena notável), Bruna (nunca foi na Cruzeiro no Rio de Janeiro), Leandro (Feitooooo!) e Vinícius (Nhonho / piada do dedo de macado). Gracinhas e piadas internas à parte, tudo correu com tranquilidade. Claro que houveram imprevistos, como: cariocas chatos, gente feia, gente porca, banheiros sujos... Mas nada que um belo shopping Iguatemi não nos salvasse. O que me deixa mais feliz é saber que agora haverá mais um bom pessoal interessado em ir nos eventos de estudantes, melhor ainda, pois o próximo será aqui no Rio Grande do Sul, em Rio Grande na FURG. Mesmo ainda com o sono atrasado, fica promessa do retorno ano que vem; que todos estejamos lá em 2013.

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Quando os Pandas Choram


Quando se ama alguém, se deve amar de modo incondicional. Muitas vezes não conseguimos sustentar nosso amor por diversas razões. Uns não conseguem porque não são correspondidos, outros em função da distância, da falta de tempo, da falta de trato e etc. Pelo tom que uso nesta postagem, já se pode imaginar sobre o que venho falar: sim, terminei meu namoro. Muitos pode dizer: "De novo?". Entretanto, essa é a verdade. É claro que se fica triste com uma situação dessas, uma vez que se trata de amar uma pessoa e estar com ela por quase dois anos. Dói saber que não terei mais a companhia, carinhos e brincadeiras. O pior de tudo é saber que não se perde somente uma pessoa, se perde também todas as pessoas agregadas a ela: neste caso uma família ótima, que me acolheu de braços abertos e que, o único lamento que tenho, é de não poder mais fazer parte. É difícil terminar um relacionamento com essa duração, mas é necessário uma vez que algumas coisas já não funcionavam como antes e me deixavam tristes (e ainda me deixam), mas isso não vem ao caso agora. Só me resta agradecer por tudo, que as experiências obtidas de ambos os lados corroborem para a evolução de cada um. Cabe a vocês saberem que, com esse termino, agora não haverá mais lágrimas, todavia, não haverá mais sorrisos tão cedo.

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Enrustidos


Quem é sabe: ser gay não é fácil. Preconceito, bullying na infância, crises de identidade e religiosidade e etc. Logo, ninguém escolhe ser homossexual, fato. Contudo, muitos se salvam e realmente sentem-se bem o bastante para assumir para as pessoas e para si mesmos a sua orientação sexual. A postagem de hoje é sobre aqueles que não conseguem transpor essa barreira: os "enrustidos" ou "mal resolvidos". Para quem nada sabe, são aquelas pessoas que sabem o que sentem no quesito sexual, mas mesmo assim se reprimem e/ou optam por seguir uma vida que a família ou a sociedade dita como comum/normal. Nisto acabam fadados a uma vida de mentiras e que, posteriormente veem à tona, atingindo a todos, causando consequências não somente a pessoa, mas também a toda à "família de faz-de-conta" que gerou. Estes tem preconceito consigo mesmos. Há aqueles que não chegam a esse nível, que assumem para si próprios sua homossexualidade, mas vivem uma vida de mentiras perante a família (que muitas vezes não os aceitaria). Eu acho isso péssimo, pois, querendo ou não você acaba mentido e enganando pessoas que podem te recriminar sim, mas que podem te receber de braços abertos. Acho que vale o risco, especialmente se for por alguém que merece tamanho empenho: você. Todavia, acredito que cada um deva fazer aquilo que considerar melhor, mas àqueles que me pedem conselhos, sempre aconselhei a verdade, por mais que choque, que cause intrigas; digo isso pois penso que uma coisa descoberta é muito pior do que uma coisa revelada. Se sua família descobrir sua homossexualidade através de você, será bem mais fácil a aceitação, do que descobrirem por boca de terceiros. Não é simples, mas muitas vezes é necessário. Isso fará com que se sinta bem e é fato que não será mais preciso inventar uma desculpa esfarrapada para visitar a sua (seu) namorada(o). Para quem já é bem resolvido fica fácil, mas também compreendo a complexidade de famílias religiosas, tradicionalistas ou preconceituosas; a minha, por exemplo, é as três coisas... Não foi simples, mas hoje é natural. Claro que no início é complicado quebrar paradigmas e dogmas, mas o tempo ajuda bastante. Ter coragem é algo fundamental nesse processo, pois somente assim se pode enfrentar um mundo de adversidades. Resumindo: saia do armário e seja feliz! Ou fique nele e morra infeliz numa vida permeada por mentiras, máscaras e fachadas.

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 2 de abril de 2012

God of War


Já estava na hora de eu voltar a recomendar um jogo. A série de games do momento para mim é: God of War, para Playstation. Joguei o I e II, mas não tive a oportunidade de jogar o III e IV (que ainda está para ser lançado). A trama se passa com um tirano e sanguinário guerreiro de Esparta. Seu nome é Kratos e ele enfrenta Deuses e seres mitológicos gregos. God of War é praticamente uma aula de mitologia, recontando as antigas lendas através de releituras inserindo o personagem principal nelas. Kratos vence o Deus da Guerra (Aries) e logo torna-se um daqueles que ocupa um trono no Olimpo. No entando, ele se volta contra os próprios Deuses, em especial, contra Zeus (que posteriormente se descobre que é pai de Kratos); e com ajuda dos Titãs ele se torna uma espécie de "justiceiro" que quer acabar com a tirania do Olimpo. O jogo é envolvente, com uma jogabilidade excelente, é um tanto violento e levemente sexual... Eu diria que é um jogo de "menino" (risos)... Brincadeirinha! Acho que é um divertimento certo para quem aprecia um jogo bem pensado, vencedor de prêmios internacionais. Joguem e tirem suas conclusões.

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 30 de março de 2012

Casamento: Sonho Meu


Sinceramente eu não sei o que muitas pessoas veem de tão ruim no casamento. Quem nunca ouviu alguém dizer que jamais se casaria ou que casamento é o "fim da linha" da vida. Isso para mim não faz muito sentido, uma vez que um dos meus sonhos é casar: com direito a cerimônia, festa, amigos e familiares jogando arroz, lua-de-mel e etc. Não consigo imaginar uma união dessas como "prisão", um fim de liberdade ou similar; considero esse momento uma afirmação dos objetivos que se tem em comum, uma afirmação de amor e dedicação. Eu consigo compreender as pessoas que não querem se casar, mas não consigo compreender a necessidade que essas pessoas tem em depreciar a instituição "casamento" ou desmerecer pessoas que tem essa vontade. Onde foi parar o romantismo? Onde foram parar as juras de amor? Definitivamente, para algumas pessoas isso não tem mais sentido... Para mim, casar é celebrar de forma pública a união de duas pessoas que se amam, que tem objetivos em comum e planejam formas de (juntos) realizarem feitos: resumindo, formarem família. Opiniões à parte, devemos respeitar as escolhas das pessoas: seja ficar solteiro a vida toda e curtir tudo e todos; seja casar, ter filhos e cachorro. Eu sei o que eu quero... No fundo, acho que é o mesmo que todo mundo quer: ser feliz! Você, o que quer?

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 28 de março de 2012

Festa de Formatura ou de Dor-de-Cabeça


Estou responsável pela comissão de formatura e por organizar a minha recepção após a colação de grau. Já não é novidade. Entretanto, nunca imaginei que realizar uma festa desse tanto trabalho. Eu tinha reservado um salão completo, que possuia tudo que eu esperava em questão de estrutura, serviços e etc, e adivinhem o que aconteceu? Eles simplesmente desmarcaram. Isso, a essa altura, faz com que eu não encontre nenhum local adequado. Logo, desestruturou meu serviço de buffet, iluminação, sonorização e tudo o resto (¬¬). Quando encontro um local, sempre tem algo que não fecha... Isto quando encontro um lugar com a data disponível. Outra incomodação são os decoradores. Por Deus, alguns deles parecem que "bebem" antes de prestar uma consultoria. Um deles me cobrou um absurdo só para estar presente na festa, e uma outra queria utilizar as cores azul, laranja, preto... Todos esses tons de forma listrada (¬¬). Mesmo com todos esses contratempos acho que tudo seguirá um bom caminho e conseguirei realizar uma boa recepção. Só espero não perder os poucos cabelos que ainda me restam.

Lucas Rodrigues

segunda-feira, 26 de março de 2012

Estágio de Paternidade


Todos sabem da minha vontade de constituir família. Um dos maiores motivos de eu querer isso, é a vontade de ter um filho. Nós não sabemos o que vai nos acontecer no futuro e eu não imaginava que eu poderia exercer um pouco da paternidade antes de casar. Acontece que meu tio e tia não tem condições de cuidar dos meus primos: Eduardo (5 anos) e Juliana (3 anos). Logo, eles foram morar comigo e com a minha mãe por tempo indeterminado. Já estão conosco há alguns meses e assim eu pude exercer tudo que já li sobre educação de crianças e programas no estilo "Super Nanny". O que mais me chama a atenção é que o Eduardo é extremamente esperto e aprende tudo muito rápido. Entretanto, hoje venho compartilhar a situação que tive com ele na pracinha próxima de casa. Levei ele para que pudesse se divertir um pouco, enquanto isso fiquei com as mães de outras crianças. Ele brincou, fez amigos, andou em todos os brinquedos, sorria e abanava para mim do alto do escorregador. Me senti muito feliz, e pela primeira vez pude experimentar o que um pai sente. Na hora de ir embora ele me abraçou e disse que adorou tudo, concluindo assim: "Gostaria tanto que tu fosse meu pai..." Isso me encheu os olhos de lágrimas. Definitivamente, quero ser pai!

Lucas Rodrigues

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

O Hobbit


Nas férias os assuntos ficam meio escassos, contudo, deixo essa época para fazer sugestões e críticas com relação às coisas que leio ou assisto. Dessa vez vou sugirir uma leitura. Nada melhor que um bom e velho "clássico" do J. R. R. Tolkien: O Hobbit. Este conta a história de Bilbo Bolseiro, num tempo que antecede a trilogia do Senhor dos Anéis. Muitos anões, elfos, florestas, montanhas, pilhas de ouro e é claro, o famoso dragão Smaug. Esse é o monstro que guarda o gigantesco tesouro na Montanha Solitária, na qual os anões pretendem resgatar. Em função disso, Gandalf recomenta o pacato Bilbo para o serviço. Ai se sucede a aventura contra orcs, trolls e elfos. Vale muito a pena ler! Gostei da história e, embora Tolkien tenha escrito esse livro para o público infanto juvenil, com certeza é boa diversão. Especialmente, pois em breve o filme "O Hobbit", baseado nesse livro, estará nos cinemas. Recomendado pelo bibliotecário!

Lucas Rodrigues

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Gigantes de Aço


Hoje venho recomendar um filme. Sinceramente, eu não pus muita fé na qualidade desta história da Disney, sob a direção de Shawn Levy; contudo me surpreendi. Estou falando de "Gigantes de Aço" (Real Steel) com o Hugh Jackman, que encarna Charlie Kenton, um pai relapso e ex-lutador endividado. O tema central do filme é a questão da luta entre robôs, que se passa num futuro não muito distante. Após várias empreitadas mal sucedidas, Charlie descobre que tem um filho de 11 anos, Max (Dakota Goyo), e se vê com a obrigação de ficar com ele durante o verão. A relação deles não é muito boa, mas como pode se imaginar, o amor entre pai e filho aumenta. Tudo isso somado à trama envolvente, em que um robô "sucata" é encontrado e reformado por eles. A parte em que Max dança com o robô é uma das minhas favoritas! Um filme excelente e que vale a pena assistir não só pelos ótimos efeitos especiais. Fica a dica! Acesse aqui o trailer e confira.

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Batalha do Apocalipse


Nada como começar o ano recomendando um bom livro. Como bibliotecário, é inerente a minha profissão recomendar material para leitura. A minha primeira sugestão do ano foi a minha última leitura: A Batalha do Apocalipse, do Eduardo Spohr. Claro, por ser 2012, precisava iniciar com um livro sobre fim do mundo (XD). A história relata a extensa vida do Anjo Renegado Ablon, tanto nos céus quanto na Terra. O conto é bastante envolvente e transporta a diversas épocas da história, como: a construção de Babel, a crucificação de Cristo, a Idade Média e a época contemporânea, passando inclusive por trechos no Brasil. Retrata também o romance entre o anjo e a antiga Feiticeira de En-Dor, Samira, em tempos do apocalípticos. Nunca pensei que fosse encontrar um conto fantasioso de tamanha riqueza na literatura brasileira, não é à toa que se tornou um Best Seller. Com todos os méritos a única coisa que não gostei muito foi o fim: achei muito “aberto”, com uma porção de interpretações sobre a real conotação do fim da história. Entretanto, é um item que não pode faltar na sua coleção. Se não poder comprar para ler, segue o link para download. Aproveitem a leitura!

Lucas Rodrigues

SPOHR, Eduardo. A Batalha do Apocalipse. Campinas: Versus, 2010. 352 p. DOWNLOAD