quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Pena de Morte


A vida é composta por pessoas que praticam o bem, outras que praticam o mal. Nós somos reflexos de nossas escolhas. Contudo, alguns indivíduos conseguem fazer escolhas totalmente equivocadas e trazem infortúnios a si mesmos e a terceiros. Estes por sua vez são privados de sua liberdade (ou pelo menos deveriam), de acordo com a Lei. Baseadas no nosso péssimo sistema prisional, que não recupera os detentos, são comuns as pessoas que se dizem a favor da pena de morte no Brasil. Me pergunto, que tipo de pensamento seguem esse que acreditam nisso? É claro que temos penitenciárias cheias, com condições subumanas e que funcionam como “faculdades” de ensino ao crime, custando milhões aos cofres públicos. No entanto, acredito que pena de morte não resolve o problema, muito pelo contrário, aumenta. Imagine o cenário na qual alguém seria condenado à morte e após a execução se descobre que a pessoa é inocente... Seria irreversível! Isso acontece aos montes com a Justiça brasileira e se sabe bem disso. Reduziríamos acusados, mas com certeza uma boa parcela sequer seria julgada da forma adequada. É muito fácil criticar autoridades e dizer: “Matem todos!” (Afinal de contas isso se faz deste a história antiga). Todavia, se o Governo investir em sistema prisional fazendo cadeias melhores, haverá aqueles que criticariam e diriam  “Por que não fazem hospitais, escolas?! Vagabundo tem que morrer!”. Este é um problema crônico que, no meu posto de vista, seria resolvido se anteriormente fosse investido em educação. Por favor, não me entendam mal... Não sou o melhor defensor dos direitos humanos, nem quero que adotem um bandido em suas casas, mas acredito que o único que pode tirar a vida, foi aquele que nos deu... Homem nenhum tem o direito de julgar ou sentenciar a vida do outro. Faço minhas as palavras do sábio Gandalf: “Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes a vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém à morte. Pois mesmo os muito sábios não conseguem ver os dois lados". Pensem nisso.

Lucas Rodrigues

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Ser Perfeito

De acordo com diversas definições, "Perfeição" é a qualidade daquele que é completo, ou caracteriza um ser ideal que reúne todas as qualidades e não tem nenhum defeito. Muitas pessoas buscam perfeição em diversas áreas, seja ela na arte, na ciência, no amor, na vida e etc. Mas será que alguma delas realmente a alcançou? Eu mesmo já ouvi coisas como: "Tu queres sempre ser perfeito!", como se isso fosse uma crítica, e francamente, que mal há nisso? Todos, mesmo que secretamente queremos ser prefeitos em alguma coisa, em alguém aspecto. Claro que não conseguimos alcançar nosso máximo, pois "perfeição" é utopia. No entanto, nada impede que as pessoas possam fazer mais e melhor. O que percebo é que muitos indivíduos se apoiam no argumento: "Não sou perfeito" e se utilizam dele para justificar sua morosidade, sua falta de caráter, suas fraquezas. A questão é que somos dicotomicamente criados para sermos perfeitos imperfeitos, pois ao mesmo tem que podemos fazer tudo, podemos não alcançar absolutamente nada (se não quisermos). O que venho suscitar reflexão hoje é que perfeição não está somente em atingir o suprassumo de quaisquer atividades, mas sim está em dar o melhor de si sempre.

Lucas Rodrigues

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

O Bom Filho a Casa Torna


Sempre bom fazer exercícios, não é mesmo? Neste dia 21 troquei de academia e voltei para a Du Corpo, academia onde comecei meus treinos já há muitos anos atrás. Fiquei feliz e pude reencontrar amigos, entre eles o Jean Silva, Mister UFRGS 2010, que hoje disse: “A abelha rainha está de volta!”. Ele comentou que as pessoas costumam se reunir ao meu redor em prol de algum objetivo, assim como fazíamos na academia anterior na qual frequentávamos. Lógico que fiquei feliz com isso, quem não ficaria? Reencontrei também o Alejandro Nunes, que fazia parte do Seven Boys quando concorremos juntos no último setorial de dança. Estou bastante entusiasmado como jamais pensei que estivesse. Fiz novos amigos e voltei às aulas de dança. E melhor ainda, Ícaro Medici, Mister UFRGS 2003, pelo visto vai se juntar a nós nesta “festa”! Vejo a velha formação do Seven Boys em atividade de novo! Espero também que o coração não me deixe na mão, pois quero impressionar o médico com bons resultados acerca da minha saúde. No mais, é isso: exercite-se!

Lucas Rodrigues